Microsoft e Intel farão parceria para competir com Google Home e Amazon Echo

Por Redação | 08.12.2016 às 17:28
photo_camera Reprodução

Durante seu evento para a comunidade de desenvolvedores de hardware do Windows em Shenzhen, na China, a Microsoft anunciou nesta quinta-feira (08) uma nova parceria com a gigante Intel, apelidada de Project Evo.

Segundo a empresa, a colaboração juntará as forças das companhias em diferentes iniciativas, desenhadas para evoluir a forma como interagimos com computadores e entre diferentes aplicações.
Na prática, no entanto, o primeiro esforço conjunto deverá mirar nos assistentes domésticos Amazon Echo e o recém-lançado Google Home, que já estão ganhando tração nos Estados Unidos e prometem ser o centro de casas conectadas no futuro.

De acordo com uma postagem do vice-presidente de dispositivos do Windows, Terry Myers, a parceria garantirá, por exemplo, que o sistema operacional da Microsoft permita a comunicação de longo alcance entre usuários e a Cortana – abrindo espaço para troca de comandos de voz e interações com a assistente digital do Windows dentro de um cômodo, de forma semelhante ao Echo e Home.

A parceria também deverá render melhores opções de proteção ao usuário para o Windows 10, com autenticação avançada através de biometria com o Windows Hello e colaboração de inteligência de dados para gerar novos insights de segurança entre as empreasas

No fronte de realidade virtual e aumentada, o projeto pode também trazer alguns avanços para o HoloLens. Além de um headset próprio com especificações poderosas, a expectativa é que a Microsoft lance outros acessórios a um custo menor, em uma colaboração com a Intel para produzir especificações para dispositivos HoloLens mais simples através de parceiros.

Os esforços podem afetar ainda as iniciativas da companhia de Redmond na área de games, incluindo inovações para as áreas de streaming de jogos, novos padrões gráficos para jogos e suporte nativo de Bluetooth para controles do Xbox.

A Microsoft não abriu detalhes sobre quando novos produtos da parceria devem começar a dar resultado ou chegar ao mercado, no entanto.

Via: Digital Trends