Lista mostra as 10 empresas que mais venderam smartphones no primeiro trimestre

Por Redação | 25.05.2015 às 12:10
photo_camera Divulgação

Todas as empresas de tecnologia já divulgaram seus resultados financeiros do primeiro trimeste de 2015 e agora é chegada a hora de conhecer as 10 maiores vendedoras de smartphone neste período. De cara, é possível perceber que as empresas norte-americanas estão perdendo espaço para as asiáticas, que agora ocupam 9 das 10 posições do ranking.

A Samsung voltou a assumir a liderança do ranking, que antes era dividida com a Apple, que agora caiu para a segunda colocação. O motivo da derrocada, segundo analistas, é bastante claro: enquanto a Maçã continua focando seus novos iPhones no segmento high end, a Samsung passou a apostar em gadgets para todos os segmentos do mercado, desde smartphones de entrada, até telefones luxuosos, sendo lançados ao longo de todo o ano, o que a faz abocanhar uma bela fatia do mercado em todas as frentes.

Segundo o último resultado divulgado, a Samsung bateu a marca de 82,8 milhões de unidades vendidas neste primeiro trimestre, obtendo 24,3% do total do mercado, enquanto a Apple ficou em 61,6 milhões de unidades vendidas, recuando para 17,9% do mercado. O distante terceiro lugar fica com a Lenovo, com 5,5% do mercado e 18,7 milhões de aparelhos vendidos, cujo bom desempenho se deve essencialmente aos smartphones Motorola, companhia adquirida pela chinesa no começo do ano passado.

Outro ponto notável no ranking é a ascensão das companhias chinesas, que agora ocupam 7 das 10 posições. Entre as empresas que perderam vaga no top 10, destacam-se as poderosas Sony e Microsoft, que deram lugar a nomes novos, como Vivo (não confundir com a empresa de telecomunicações).

Top 10 smartphones 2015

De acordo com o especialista e um dos responsáveis pela elaboração do ranking, Tomi Ahonen, ex-executivo da Nokia, a Apple provavelmente atingiu seu pico de mercado. "Obviamente que nós estamos vendo o pico do desempenho de mercado dos iPhones e minha previsão é de que a atual fatia do mercado para todo o ano de 2015 do iPhone deve cair ainda mais".

Via Phone Arena