iRobot garante que Roomba é confiável e que não venderá informações dos usuários

Por Redação | 28 de Julho de 2017 às 18h49

Acusada no início da semana de captar e vender dados das residências dos usuários do aspirador Roomba, a iRobot garante que essa informação não procede. A informação prévia dizia que o aspirador conectado poderia compartilhar mapas internos das casas dos clientes, e essas informações poderiam ser vendidas pela fabricante mesmo sem a autorização do usuário.

Collin Angle, diretor executivo da companhia que fabrica o aspirador-robô, explicou que “há um ecossistema inteiro de coisas e serviços que a casa inteligente pode entregar, uma vez que você tenha um rico mapa do interior de sua casa”, e foi justamente essa declaração que, mal interpretada, acabou viralizando com a notícia falsa.

A verdade é que essa foi uma interpretação errada, sendo que Colin nunca disse, explicitamente, que a iRobot venderia esses mapas para outras companhias. E, ainda que seja tecnicamente possível obter mapas das casas dos usuários por meio do Roomba, a empresa fez questão de frisar que os usuários deveriam conceder permissões aos robôs para que eles tomassem tal atitude, que não aconteceria de maneira automática.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

Sendo assim, se você conta com um Roomba como auxiliar na limpeza diária de sua casa ou escritório, pode ficar sossegado: nenhuma informação privada sobre sua residência ou estabelecimento comercial será coletada ou divulgada!

Fonte: ZDNet

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.