Impressora a laser: vale a pena investir em uma?

Por Dimitri Pereira

Atualmente, as impressoras laser têm sido fabricadas em modelos muito mais em conta e com tamanhos cada vez menores. Mas será que vale a pena trocar a sua impressora jato de tinta por um modelo a laser? Se você está pensando nisso, deve levar em conta o seu perfil e suas necessidades. Antes de tomar essa decisão, confira a seguir os prós e contras da impressora a laser para facilitar a sua escolha: se informe quanto ao preço, a velocidade, a qualidade da impressão e a economia da matéria impressa no papel.

Preço

Os aparelhos com impressão a laser geralmente têm o preço superior aos que imprimem com jato de tinta, mas nos últimos anos, a variedade de modelos e marcas desse tipo de dispositivo no mercado vem promovendo uma baixa de preços e se tornando cada vez mais acessível.

Aqueles que quiserem uma versão multifuncional, ou que imprima a cores, precisarão investir mais dinheiro. Esse tipo de aparelho sai no mínimo por R$1000. Tomemos como exemplo uma multifuncional monocromática HP LaserJet Pro M125A Laser, que custa em média R$1200 e uma colorida Lexmark CX310DN Laser, R$1600.

impressora laser

Duração: toner x cartucho

O investimento inicial em uma impressora a laser é maior, porém, a longo prazo, essa opção pode ser mais econômica que a de jato de tinta. Isso se deve porque um único toner pode imprimir de 4 mil a 15 mil páginas, dependendo do modelo. Já um cartucho de tinta imprime cerca de 600 páginas.

Ainda que um toner original da marca da impressora não saia por menos de R$400 e o custo de um cartucho de tinta original saia em torno de R$100, ainda assim, a impressora a laser acaba sendo a mais econômica.

Impressão à prova d'água

As impressões a laser não borram quando o papel é molhado por algum motivo como as impressões feitas com tinta. Isso se deve ao processo de impressão, que consiste no derretimento de um material sobre o papel, tornando-a à prova d'água.

Toner não resseca

Numa impressora jato de tinta de uso doméstico, se passar muito tempo sem ser usada, o cartucho corre o risco de ressecar e às vezes, ao fazer a recarga, ele não volta a funcionar. Já o toner das impressoras a laser é composto por partículas de plástico e ferro que derretem no papel através de rolos super aquecidos, chamados de unidade fusora - ou seja, não existe a possibilidade da tinta ressecar. Isso significa que caso o usuário fique muito tempo sem utilizar a impressora, não tem problema, pois o toner não será perdido.

impressora laser

Apesar disso, esteja ciente que exatamente devido a essa tecnologia de impressão, as partículas do toner tendem a se deteriorar ao longo do tempo. Isso faz com que o toner possa se tornar inútil, havendo sempre algum desperdício durante o uso.

Velocidade

No quesito velocidade as impressoras a laser saem na frente. Para quem precisa economizar tempo, esse tipo de aparelho pode ser a melhor opção. Os modelos disponíveis no mercado hoje são capazes de imprimir, em média, 20 páginas por minuto (PPM).

Já as impressoras a jato de tinta conseguem imprimir, em sua velocidade máxima, uma média de 13 a 15 páginas por minuto em preto e branco e de 11 a 13 PPM a cores. Esses valores citados são médias, mas existem modelos com tecnologia mais avançada que são capazes de realizar esse processo mais rapidamente.

Qualidade

Em se tratando de qualidade de impressão, a escolha entre os dois modelos de impressora depende do tipo de imagem que o usuário deseja imprimir. Em relação a impressões nas quais as fontes têm tamanhos tradicionais, como o 12 PT por exemplo, as impressoras, tanto laser quanto jato de tinta apresentam qualidades de impressão parecidas.

impressora laser

Se o usuário quiser imprimir um texto ou imagem com letras bem pequenas, fontes menores ou alguma coisa que tenha bastante detalhes, as versões a laser são a melhor escolha, isso porque a tinta, ao se misturar, pode causar borrões.

No caso de imprimir fotografias coloridas, as impressoras a jato de tinta ainda são as melhores opções, com a resolução, em modelos medianos, de 4800 x 1200 DPI contra 1200 x 600 DPI dos modelos a laser coloridos. Quanto maior for a resolução da imagem, melhor e mais nítida será a impressão.

Gasto de energia

Apesar das impressoras a laser imprimirem com mais velocidade que as jato de tinta, elas possuem a tecnologia da unidade fusora, que precisa ser super aquecida para realizar o processo de impressão. Por isso mesmo, necessitam de um gasto superior de energia, o que aumenta a conta de luz e é mais prejudicial ao meio ambiente. Por isso, as versões mais atuais desse tipo de impressora estão sendo trabalhadas para serem mais eficientes energeticamente.

Superfície de impressão

Se o usuário necessita imprimir algo em superfícies diferentes, como papel couché ou transfers por exemplo, a impressora a laser pode não ser a melhor opção, pois esse modelo não é capaz de imprimir em uma grande variedade de superfícies como a jato de tinta faz.

Barulho

O barulho pode ser um detalhe importante pois pode incomodar alguns usuários, principalmente porque pode causar distrações ou perturbações no ambiente de trabalho. Mas, de forma geral, os modelos a laser tendem a ser muito mais silenciosos que as versões a jato de tinta.

Depois de todas essas informações fica mais fácil escolher entre um ou outro motivo de acordo com o tipo de impressão que o usuário deseja.