IBGE constata que brasileiros acessam a internet mais pela TV do que por tablets

Por Ares Saturno | 26 de Abril de 2018 às 14h07

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) vem produzindo dados continuamente sobre a qualidade de vida dos brasileiros por meio do PNAD. Uma das avaliações feitas pelos agentes é sobre o acesso à Internet nos lares pesquisados, incluindo quais os aparelhos são mais utlizados pelos cidadãos para consumirem conteúdos online. Nos dados colhidos em 2017, foi constatado que, na média nacional, mais pessoas utilizavam seus aparelhos de TV para acessar a rede que os tablets, famosos por serem dispositivos econômicos e móveis.

Em 2016 foram registrados 44,1 milhões de lares que possuíam alguma forma de acesso à rede, o que corresponde a 66,3% dos lares pesquisados. Já em 2017, 49,2 milhões de domicílios tinham acesso à Internet.

Ao analisar os dados de toda a população brasileira, 38,8% dos usuários de internet acessam a rede por meio de desktops; 10,5% usam o tablet; 69% acessam pelo smartphone e 10,6% utilizam o aparelho de TV para acessar conteúdo online. Em 2016, apenas 7,7% das pessoas entrevistadas acessavam a Internet por meio da televisão, enquanto 12,1% utilizavam o tablet.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Analisando os dados por regiões, vemos que não são todas as populações do país que estão modificando seus hábitos de consumo: no Norte, enquanto 4,9% das pessoas acessam pelo tablet, 4,5% acessam pela TV; já no Nordeste, ambas as formas de acesso se igualam com 6,8% dos usuários. No Sudeste, 13,4% dos usuários utilizam tablets e 12,7% a TV; enquanto no Centro-Oeste 11% usam tablets e 10,8% usam a TV.

A diferença registrada desde 2016 se deve pelos hábitos de consumo da população da região Sul, onde apenas 11,2% utilizam o tablet, contra 14,4% que acessam a Internet pela TV.

Entretanto, houve queda no percentual de casas que possuem microcomputadores: se em 2016 pouco mais de 46% dos lares brasileiros possuiam ao menos um desktop, em 2017 esse número desceu para apenas 44% das famílias entrevistadas. O número de aparelhos televisores também diminuiu. Em 2016, 97,4% das casas possuiam ao menos um aparelho televisor, sendo que em 2017 apenas 96,8% das casa têm uma TV. Telefones móveis tiveram sensível aumento, com 92,3% em 2016 e 92,7% em 2017.

Fonte: IBGE

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.