Gol muda regras para uso de eletrônicos a bordo

Por Redação | 06.07.2015 às 15:22

A Gol anunciou nesta segunda-feira (6) que foi a primeira companhia aérea nacional a obter autorização da ANAC para modificar as regras para o uso de eletrônicos a bordo. Segundo a empresa, a ideia é dar mais conforto aos passageiros e se adequar aos padrões atuais dos equipamentos, mas sem deixar de lado a segurança dos passageiros e também da tripulação.

Na principal mudança do conjunto de normas que entram em vigor na terça (7), não será mais preciso desligar aparelhos eletrônicos em momento algum. Até agora, isso era obrigatório durante os procedimentos de decolagem e pouso, com os dispositivos podendo ser ligados e mantidos em Modo Avião nos outros momentos.

A ideia vem de algo que muitos usuários de celulares e tablets, por exemplo, já sabiam – quando ligados desta maneira, os dispositivos não causam interferência, pois não emitem sinal algum. Por outro lado, ao não precisarem mais serem desligados, atividades como o consumo de mídia ou a digitação de documentos, por exemplo, não precisam ser interrompidas, e apenas os recursos online ou de conectividade permanecem desativados.

Outra mudança importante também tem relação a esse aspecto. A partir de agora, a utilização de internet móvel, conexão por Bluetooth ou ligações telefônicas, por exemplo, será permitido após o pouso, enquanto a aeronave estiver em solo e se dirigindo para os portões de desembarque. Antes, durante o percurso, o passageiro deveria manter celulares e tablets desligados.

Mudanças regras Gol

O único momento em que o uso do dispositivo deverá ser efetivamente interrompido é durante a apresentação dos procedimentos de segurança a bordo. Nesse caso, celulares e tablets deverão ser guardados no bolsão da poltrona da frente ou junto ao corpo, para não gerar distrações durante a demonstração dos protocolos.

Por outro lado, no caso de notebooks, a maioria das restrições foi mantida. Por serem equipamentos com um tamanho maior, eles devem ser armazenados no compartimento acima das poltronas durante os procedimentos de decolagem e aterrissagem. Durante o voo, porém, o uso é livre, desde que eles sejam mantidos em modo avião e não estejam emitindo sinais externos.

Quem viaja de avião com certa frequência sabe que as novas regras vêm, na verdade, para abraçar uma utilização que já é feita pelos passageiros. Não é nada raro ouvir toques de mensagens ou chamadas assim que a aeronave toca o solo, por mais que as mensagens de bordo informem a todos sobre o contrário. Finalmente, a Gol passa a permitir tal comportamento, em uma mudança que deve ser seguida por outras companhias aéreas em breve.

Fonte: Gol