Foxconn vai iniciar produção de displays AMOLED

Por Redação | 06 de Abril de 2016 às 12h38

O primeiro efeito prático da compra da japonesa Sharp pela Foxconn, uma das principais parceiras da Apple na fabricação de iPhones, foi revelado nesta quarta-feira (06). A companhia asiática vai começar, em breve, a fabricar displays AMOLED, uma das tecnologias que permitem a existência de smartphones com telas curvadas, por exemplo, utilizando as unidades da adquirida para entrar nesse segmento.

Duas linhas de produção serão colocadas em funcionamento pela Sharp, com capacidade para produzir quase 60 mil substratos por mês, a matéria-prima, digamos assim, que depois é lapidada na forma das telas. Na conversão, esse total deve gerar uma produção de cerca de 9,8 milhões de displays AMOLED de 5,5 polegadas. Os números, claro, reduzem quando se fala em displays maiores.

Mas não por acaso, claro, a conta leva em consideração a tela do iPhone 6 Plus. E é justamente por causa dos aparelhos da Apple que a notícia ganha um destaque ainda maior, pois para muitos especialistas, a entrada da Foxconn na fabricação de telas AMOLED é um forte indício de que a Maçã estaria caminhando na direção do lançamento de smartphones com essa tecnologia.

É um caminho, por exemplo, que já foi seguido pela Samsung na linha Galaxy, a principal rival do iPhone entre os dispositivos com Android. Foi esse tipo de display que permitiu a existência das curvaturas do modelo Edge, existente desde o ano passado. Outros rumores apontam que, de olho nisso, a Apple estaria negociando com fabricantes como a LG, Japan Display e AU Optronics, além da própria empresa coreana. A compra da Sharp pela Foxconn, entretanto, pode acabar mantendo toda essa negociação dentro de casa.

Tecnologia para isso a Apple já possui. Em março, foi revelada uma patente da empresa que prevê a criação de um iPhone com tela de 5,8 polegadas, o exato mesmo tamanho do atual iPhone 6 Plus. A diferença para mais se daria devido ao fato de o display se estender pelas laterais até a parte traseira do smartphone, trazendo atalhos e possivelmente até substituindo os botões físicos.

Mas como sempre, quando se fala em rumores, a Apple se mantém calada e simplesmente não comenta sobre os desenvolvimentos para as próximas gerações do iPhone. Enquanto isso, a Foxconn não fala sobre uma relação entre a Maçã e a nova produção de displays AMOLED, afirmando apenas que sua intenção é ganhar market share e chegar a 13,2% do mercado de telas desse tipo até 2025.

Fontes: Digitimes, Mac Rumours

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.