Forno inteligente identifica e cozinha alimentos automaticamente

Por Redação | 15 de Junho de 2016 às 11h49

Uma startup sediada em São Francisco (EUA) desenvolveu um forno inteligente capaz de detectar o tipo de alimento que será assado e adaptar o modo de preparo automaticamente. Batizado de June, o forno também conta com um aplicativo para que os usuários possam acompanhar detalhadamente o processo de cozimento.

O June é composto de fibra de carbono e possui o tamanho de um micro-ondas, conta ainda com uma tela touchscreen de 5 polegadas, conexão Wi-Fi, processador quad-core NVIDIA Tegra K1, uma câmera de alta definição acoplada no interior do forno e protegida por um vidro isolante e um único botão físico. Com essas configurações, o forno inteligente consegue combinar uma estimativa do tempo de cozimento de cada tipo de prato para entregar uma refeição adequada, sem riscos de deixá-la queimada. "Neste momento, somos especialistas em carne, franco, peixe, salmão, bacon, massa de biscoito, brownies, torradas e pães de hambúrguer", afirmou Matt Van Horn, cofundador e CEO da June. Horn ainda acrescentou que o objetivo da empresa é expandir as opções de alimentos ao longo do tempo com atualizações de software.

Forno June

Para identificar automaticamente qual o tipo de alimento que será preparado, o June utiliza algoritmos e uma câmera de alta precisão localizada na parte superior do forno. Conforme explica Nikhil Bhogal, cofundador e CTO da June, o forno consegue identificar até mesmo alimentos semelhantes, como uma carne de porco e uma carne de vaca. "Alimentos naturais possuem micro-texturas, que parecem diferentes após uma inspeção mais apurada. Com carne de porco e carne de vaca, ambos possuem padrões de gordura diferentes e isso é o que nós treinamos o computador a fazer", explicou.

Outra inovação é a capacidade do eletrodoméstico hi-tech de manter o calor apenas em sua parte interna, impedindo que ocorram acidentes com queimaduras. Ele foi projetado com um espaço de ar em todos os lados e três painéis de vidro para impedir que o calor possa chegar até a parte externa. Ou seja, mesmo que o cozimento esteja acontecendo em temperaturas altíssimas, a parte externa do forno, incluindo o botão físico, continua com a temperatura inalterada. "Você pode colocá-lo no prato e não se preocupar com as crianças em torno dele, ou acidentalmente tocá-lo enquanto está quente", explica Bhogal. "Já aconteceu comigo. Essa foi uma das motivações para corrigi-los [os fornos]".

O June está sendo vendido por US$ 1.495, e embora os fundadores da startup reconheçam o preço elevado do produto, eles acreditam que conseguiram somar uma grande quantidade de características profissionais e tecnológicas para construir um produto muito mais barato e mais fácil de usar. A June conta com 22 engenheiros, alguns ex-funcionários da Apple e já recebeu um financiamento de US$ 7 milhões.

Fonte: June

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.