Facebook é dono de quatro dos dez apps mais baixados em 2017

Por Redação | 18 de Abril de 2017 às 10h52

Não é nenhum segredo que o Facebook é um colosso da internet. Basta ver o tamanho e o alcance da rede social para ter uma ideia disso. No entanto, muitas vezes a gente se esquece que os braços de Mark Zuckerberg alcançam outros serviços igualmente populares, o que torna sua influência ainda maior. Tanto que um levantamento recente feito pela Sensor Tower mostrou que a companhia é dona de nada menos do que quatro dos dez aplicativos mais utilizados nos smartphones de todo o mundo.

Os dados apresentados apontam que a companhia de Zuckerberg comandou os downloads em todas as plataformas neste primeiro trimestre de 2017. WhatsApp, Facebook, Messenger e Instagram foram, nesta ordem, os app mais baixados globalmente no período. Para isso, o levantamento usou dados tanto do iOS quanto do Android para mostrar como esse perfil de uso é realmente homogêneo.

É claro que há algumas diferenças no perfil de uso. Por exemplo, o Messenger foi bem mais baixado em iPhones e iPads do que em dispositivos Android. Por outro lado, o Facebook liderou os downloads na plataforma do Google. Porém, são alterações sutis de posição neste ou naquele serviço e que em nada altera o fato de que a empresa que detém todas essas plataformas comandou com folga o Top 5 em todos os sistemas nos primeiros meses do ano.

Facebook comanda com folga os downloads tanto no iOS quanto no Android

E o curioso está exatamente em saber quem está fazendo frente ao Facebook nesse sentido. No iOS, por exemplo, o app Bitmoji ocupou a terceira colocação e se saiu melhor do que Instagram e Facebook, se mostrando um dos maiores fenômenos de 2017 em termos de alcance de público. No Android, em compensação, os mesmos aplicativos de Zuckerberg lideram o ranking, seguidos pelo Snapchat, que ainda se mostra como uma ferramenta bastante popular.

Os números, porém, não levam em consideração jogos — o que explica porque Pokémon GO não aparece em momento algum, por exemplo.

Falando em dinheiro

Já em termos de geração de receita, a lista é bem diferente. Enquanto o Facebook está no topo dos mais baixados, a empresa não aparece no Top 10 de apps mais lucrativos. No seu lugar, temos a Netflix no topo da lista geral, seguido do LINE, Tinder, Pandora e Spotify. Nesse período, a receita da Netflix cresceu 286% em comparação com 2016, indo de US$ 34,6 milhões para US$ 133 milhões no mundo todo. O crescimento absurdo é fruto de uma maior expansão de suas atividades pelo globo, passando a oferecer o streaming em praticamente todos os países.

Em termos de receita, Netflix e serviços de streaming de música lideram. iOS é principal responsável pelo dinheiro

Outro dado curioso de se analisar tendo em vista essas duas listas é sobre o peso de cada um dos sistemas e o perfil de seus usuários na composição dos rankings. Em termos de downloads, é basicamente o Android quem define quem vai ocupar cada posição na lista geral, enquanto a tabela de receitas já tende mais para o lado do iOS. Isso mostra que, apesar do grande número de usuários, o Google ainda não consegue fazer com que o seu público se transforme em consumidor da mesma forma que a Apple consegue fazer.

De acordo com a Sensor Tower, o número de apps baixados saltou de 11,9 bilhões para 13,5 bilhões no último ano — um aumento de 14%. E a divisão por sistema é bem clara: a Apple representa 4,7 bi desses downloads, enquanto o Google Play origina os outros 8,8 bi.

Já as receitas cresceram 63% em um ano, chegando a US$ 2,19 bilhões neste primeiro trimestre 2017. Deste montante, US$ 1,7 bilhão veio do iOS e apenas um terço desse valor — US$ 504 milhões — foram gastos por usuários Android. É uma diferença gritante e que, como dito, demonstra bem o perfil dos usuários de cada sistema.

Via: The Next Web