Comparativo Galaxy A53 5G x Realme 9 Pro Plus 5G: pé no chão ou ousadia?

Comparativo Galaxy A53 5G x Realme 9 Pro Plus 5G: pé no chão ou ousadia?

Por Diego Sousa | Editado por Léo Müller | 30 de Junho de 2022 às 15h02
Eric Mockaitis/Canaltech

O Galaxy A53 5G e o Realme 9 Pro Plus são dois dos melhores celulares intermediários à venda no Brasil. Enquanto o primeiro apostou em refinar o que já era bom, o outro teve como diferencial a ousadia no design e as câmeras. Mas, afinal, qual dos dois é o melhor? Eu te conto neste comparativo!

Construção e design

O Galaxy A53 5G e o Realme 9 Pro Plus possuem propostas diferentes quando o assunto é design. O celular da Samsung manteve a construção e o visual da geração passada, com plástico fosco na tampa traseira e um módulo de câmeras integrado mais integrado ao corpo.

Felizmente, também foi mantida a certificação IP67 para proteção contra água e poeira, característica ausente no Realme 9 Pro Plus. Se o celular da Realme perdeu na resistência a líquidos, ganhou na presença da entrada de 3,5 mm para fones de ouvido, que pode ser prioridade para alguns usuários.

Galaxy A53 5G tem proteção contra água e traseira de plástico (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Eu já comentei em diversas ocasiões que acho o visual do Galaxy A53 — e dos demais Galaxy A — muito bonito, mas nada se compara à aparência do Realme 9 Pro Plus. Ele foi um dos celulares mais bonitos que eu já usei.

Além de trazer um acabamento mais premium que o do A53 5G, no caso o vidro, o Realme 9 Pro Plus apresenta um novo tratamento na parte traseira feito com “camadas fotocrômicas que distorcem as cores conforme os raios de luz atingem o painel”. Resumindo, ele muda de tonalidade quando exposto à luz.

E o resultado é maravilhoso, principalmente na opção Sunrise Blue, sendo a que mais exibe esse efeito. Infelizmente, esse modelo não é vendido oficialmente no Brasil, mas as cores Midnight Black (preto) e Aurora Green (verde) também são muito bonitas e diferentes.

O Realme 9 Pro Plus é um celular extremamente elegante (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Com relação à pegada, temos aparelhos bem semelhantes. Não são tão pesados, tem boa ergonomia e são boas pedidas para utilização com apenas uma mão, já que têm telas na faixa de 6,5 polegadas. Eles não são pequenos, porém mais agradáveis do que outros modelos com 6,7 polegadas.

No final, acredito que a escolha seja entre manter o pé no chão ou apostar em um design mais ousado. Se me permite opinar, prefiro a ousadia do Realme 9 Pro Plus à padronização do Galaxy A53 5G. Mas ambos são smartphones muito bonitos.

Tela

Em tela, o Galaxy A53 5G e o Realme 9 Pro Plus apostam em painéis Super AMOLED com resolução Full HD estendida. São peças bem semelhantes tanto na qualidade como no tamanho, já o celular da Samsung tem 6,5 polegadas, contra 6,4” do rival.

Os dois aparelhos se assemelham, também, na presença do modo Always-on Display, na intensidade de brilho e na taxa de atualização. No entanto, o Galaxy A53 5G ainda é um pouco superior na velocidade da tela, entregando animações e jogos mais fluidos que concorrente.

Tela Super AMOLED do A53 é pouca coisa superior a do Realme 9 Pro Plus (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Outra diferença está no posicionamento da câmera frontal. No Galaxy A53 5G, o furo está localizado na região superior central da tela, enquanto o Realme 9 Pro Plus traz o sensor na lateral superior esquerda. Há usuários que ligam para isso — eu não sou um deles.

Configurações e desempenho

Os smartphones intermediários mais caros estão ficando cada vez mais potentes, fazendo você se questionar sobre a necessidade de comprar um celular topo de linha. Com os dois aparelhos, eu senti esse avanço, porém com algumas ressalvas.

Com o Realme 9 Pro Plus, eu não tive quase nada para reclamar. O chipset MediaTek Dimensity 920 5G com 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno rodou a maioria dos jogos da Play Store com qualidade excelente, sem contar com aplicativos de redes sociais e mensageiros.

Durante o período em que o testei, no entanto, notei alguns engasgos ao navegar pela interface, provavelmente uma falta de otimização da Realme UI 3.0. O app do Instagram também não se mantinha na memória por muito tempo e reiniciava rapidamente.

É muito provável que a Realme já tenha corrigido esses probleminhas pontuais de desempenho. Mas, no geral, o Realme 9 Pro Plus foi um dos intermediários mais potentes que eu já usei.

Configurações do Realme 9 Pro Plus são ótimas e acima da média (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Com relação ao Galaxy A53 5G, seu chipset Exynos 1280 5G é ligeiramente inferior ao Dimensity 920 5G, mas essa inferioridade ficou bem mais claro nos meus testes. Mesmo com os mesmos 8 GB de RAM, o aparelho sofreu para manter qualquer jogo rodando com fluidez, diferentemente do rival.

Ou seja, ambos são bem parecidos quando o assunto é utilização no dia a dia, com redes sociais, fotos e vídeos ocasionalmente, mas o Realme 9 Pro Plus se sai muito melhor em jogatinas mais intensas, oferecendo mais qualidade em diversos títulos.

Um detalhe que pode ser decisivo para alguns usuários e que o Galaxy A53 5G leva a melhor é no suporte de atualizações. A Samsung tem uma ótima política de updates e, se tudo ocorrer bem, o aparelho será atualizado até o Android 16. Já o Realme 9 Pro Plus deve ser atualizado até o Android 14.

A Samsung promete 4 anos de updates para o A53 (Imagem: Ivo Meneghel Jr./Canaltech)

Já que eu toquei no assunto sistema, deixa eu falar da interface de cada um. O Galaxy A53 5G roda a One UI 4.1 em cima do Android 12, a qual, na minha opinião, continua a melhor modificação do Android disponível hoje. Ela é muito bonita, fluida e traz recursos e atalhos geralmente úteis para o usuário.

O Realme 9 Pro Plus, por sua vez, vem com a Realme 3.0, também em cima do Android 12. Ela melhorou muito em relação à Realme UI 2.0, oferecendo muito mais opções de customização e recursos interessantes, mas ainda acho que fica atrás da One UI 4.1 em termos de rapidez.

Câmeras

Quando o assunto é fotografia, temos competidores acima da média para a categoria intermediária. Ambos tiram fotos muito chamativas com a câmera principal, elevando a saturação e o contraste para saltar aos olhos.

Particularmente, esse pós-processamento mais agressivo me agrada, pois, com um clique, você tem uma imagem brilhante e agradável para postar direto nas redes sociais, sem precisar editá-las antes.

Foto da câmera principal do A53 (Imagem: Diego Sousa/Canaltech)

O modo retrato dos dois também é ótimo na maioria dos cenários, mas eu tive resultados mais consistentes com o Realme 9 Pro Plus. Independentemente da posição, o software faz um recorte perfeito e um desfoque de fundo natural. A coloração, por sua vez, se mantém chamativa.

Modo retrato do Realme 9 Pro Plus (Imagem: Diego Sousa/Canaltech)

Outro destaque do smartphone da Realme é o modo noturno. Os ruídos ficam bem mais controlados que no rival, mas, em compensação, a nitidez pode ser um pouco exagerada. No entanto, para fotos de pessoas à noite, o sensor mantém a coloração da pele e do ambiente intactas, o que é excelente.

Na câmera ultrawide, meu ponto vai para o Galaxy A53 5G, que consegue deixar as cores um pouco mais próximas da principal. No celular da Realme, dependendo do cenário, o contraste pode destoar, resultando em fotos mais esbranquiçadas.

Já em fotos macro, o Realme 9 Pro Plus “tira leite de pedra” com um sensor de 2 MP surpreendente. É muito mais mérito do pós-processamento da empresa, que conseguiu reduzir bastante os níveis de ruído como se houvesse um filtro de embelezamento de rosto.

Galeria de fotos do Realme 9 Pro Plus

Galeria de fotos do Galaxy A53 5G

Bateria e carregamento

Teoricamente, o Galaxy A53 5G tem uma bateria maior que a do Realme 9 Pro Plus: são 5.000 mAh, contra 4.500 mAh. Mas, na prática, a eficiência energética do chipset Dimensity 920 5G equilibra bastante essa balança, resultando em autonomias de bateria bem parecidas.

No nosso teste de streaming, com ambos os celulares conectados ao Wi-Fi, volume e brilho configurados em 50%, e reproduzindo três horas de streaming, o Galaxy A53 5G consumiu 26%, enquanto o rival, 23%. É uma diferença pequena e que não reflete na prática.

No dia a dia, os dois também se saem muito bem. Eu consegui utilizá-los por quase dois dias antes de pedirem carga, e olha que eu usei bastante redes sociais, jogos, vídeos no YouTube e fotos. Resumindo, em bateria, nenhum dos dois decepciona.

O cenário muda quando falamos de velocidade de carregamento, já que o Realme 9 Pro Plus suporta absurdos 60 W de potência, mais que o dobro dos 25 W suportados pelo Galaxy A53 5G. Ele chega a 100% em menos de 45 minutos, é impressionante.

Qual escolher?

Tanto o Galaxy A53 5G quanto o Realme 9 Pro Plus são smartphones intermediários muito competentes. Os dois entregam telas ótimas, câmeras de alta qualidade e bateria de longa duração.

Em relação ao desempenho, o celular da Realme se saiu muito melhor nos meus testes, principalmente em jogos. O modelo da Samsung não conseguiu manter os jogos testados fluidos, revelando uma limitação da sua placa gráfica.

No entanto, se o Realme 9 Pro Plus tem mais potência, o Galaxy A53 5G tem mais suporte, já que deve ser atualizado por dois anos a mais que o rival. Ou seja, é preciso definir se você se importa em utilizar um aparelho ótimo, mas com poucos updates, ou um celular mais fraco, porém com mais tempo de suporte.

Outro ponto importante é o design. Você prefere um celular mais contido, mas ainda bonito, ou um modelo bem mais ousado esteticamente? Temos dois extremos. Sinceramente, eu apostaria no novo, na originalidade, no caso, o Realme 9 Pro Plus.

O único problema do Realme 9 Pro Plus é o preço. Aqui no Brasil, ele não sai por menos de R$ 3.000, o que é um pouco alto para a sua categoria. No entanto, você consegue importá-lo por valores inferiores a R$ 2.000 (fora os possíveis impostos) em sites como AliExpress.

Por outro lado, o Galaxy A53 5G ronda a faixa dos R$ 2.200 e R$ 2.500. Ainda é um valor bastante alta para o que ele oferece, portanto eu esperaria baixar um pouco mais para recomendar a sua compra.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Ofertas Galaxy A53 5G

  • Samsung Galaxy A53 Branco, com Tela Infinita de 6,5, 5G, 128GB e Câmera Quádrupla de 64MP+12MP+5MP+5MP - SM-A536EZ
    Fast Shop
    Samsung Galaxy A53 Branco, com Tela Infinita de 6,5, 5G, 128GB e Câmera Quádrupla de 64MP+12MP+5MP+5MP - SM-A536EZ
    R$ 2.299,00
  • Smartphone Samsung Galaxy A53 128GB - Rosê, 5G, Câmera Quadrupla 64MP + Selfie 32MP, RAM 6GB, Tela 6.5"
    Casas Bahia +
    Smartphone Samsung Galaxy A53 128GB - Rosê, 5G, Câmera Quadrupla 64MP + Selfie 32MP, RAM 6GB, Tela 6.5"
    R$ 2.399,00
  • Smartphone Samsung Galaxy A53 Branco SM-A536
    Angeloni
    Smartphone Samsung Galaxy A53 Branco SM-A536
    R$ 2.529,00