Como ganhar dinheiro com a ajuda de uma impressora 3D

Por Redação | 29 de Novembro de 2012 às 09h55

Parece coisa de ficção científica ter uma máquina em casa capaz de gerar os mais variados tipos de coisas imagináveis e inimagináveis. Apesar de existirem há cerca de 25 anos, só depois de 2007 as impressoras 3D se tornaram mais populares, e hoje são uma realidade no Brasil.

Atualmente é possível adquirir uma impressora 3D no país por cerca de R$ 4 mil, um preço bem interessante se pensarmos no que ela é capaz de fazer. As possibilidades são enormes com esse tipo de impressão. É possível criar desde sapatos, cômodos de uma casa e até mesmo partes do corpo humano para ajudar as pessoas.

Essas máquinas são uma mão na roda para aqueles que pensam em abrir seu próprio negócio, por exemplo. Modelos mais simples são capazes de gerar itens como chaveiros, brinquedos, peças de plástico e mais uma série de coisas que podem ser comercializadas facilmente.

Uma das vantagens é que a possibilidade de que qualquer consumidor se torne fabricante ajuda a diminuir a importância dada a produções em grande escala, o que geralmente barateia o custo dos produtos. Isso faz com que diversas barreiras caiam por terra na hora de criar novos produtos e negócios.

A Replicator 2, desenvolvida e comercializada pela MakerBot, é um bom exemplo de impressora 3D. Lançada recentemente no mercado, ela custa US$ 2.199 (cerca de R$ 4.550).

Replicator 2

Mas se você não pensa em investir em uma impressora como essas, mas gostaria de ter um projeto criado por você impresso em 3D, existem alternativas como o site Imprima 3D. Ele possibilita que os internautas vejam suas ideias se tornarem reais e palpáveis de uma maneira bem simples. Basta você criar um projeto, subir o arquivo para o site e recebê-lo impresso na sua casa. O preço? Varia bastante. Alguns modelos de anéis, por exemplo, custam cerca de R$ 30 cada.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.