Apple vendeu duas vezes mais smartphones que a Samsung neste Natal

Por Redação | 28 de Dezembro de 2016 às 12h43

O fim de ano é a época mais importante para o comércio e geralmente o Natal é a data responsável por puxar as vendas da indústria para cima. Prova disso é que o trimestre fiscal que engloba o mês de dezembro é o mais aguardado para as principais fabricantes de smartphone do mundo, incluindo a Apple e a Samsung.

Contudo, segundo um estudo feito pela Flurry, a sul-coreana foi derrotada mais uma vez pela maçã norte-americana na semana natalina. Ao analisar o número de telefones e tablets ativados no período, a consultoria chegou à conclusão de que a Apple conseguiu vender 2x mais dispositivos que a Samsung no período, tendo sido responsável, sozinha, por 44% de todas as ativações de aparelhos. A sul-coreana ficou em segundo lugar com 21% das ativações, seguida de longe pela Huawei (3%) e por LG, Amazon, Oppo, Xiaomi e Motorola, cada uma com 2%.

Gráfico mostra que, sozinha, Apple foi responsável por quase metade de todos os dispositivos ativados na semana de Natal (Reprodução: Flurry)

Dois dados chamam atenção no relatório da consultoria. O primeiro deles é que nenhum aparelho da LG ou da Huawei aparece na lista dos 35 dispositivos mais ativados, o que reforça a ideia de que é a diversidade de aparelhos das fabricantes que realmente cativa os consumidores. A segunda curiosidade diz respeito ao Google, que não dá as caras em nenhuma das listas. O problema é que a empresa só conta com dois modelos (Pixel e Pixel XL) no momento e nenhum deles ganhou tração suficiente para desbancar nomes consolidados no mercado.

Consultoria também notou que os phablets continuam sua ascensão iniciada em 2013, tendo crescido praticamente 30% em popularidade desde então (Reprodução: Flurry)

Por fim, a Flurry segmentou os dispositivos ativados por tamanho de tela e concluiu que os smartphones com telas entre 5 e 6,9 polegadas - os chamados phablets - estão cada vez mais populares, enquanto modelos menores e mais tradicionais estão ficando para trás. E esse é um movimento que vem acontecendo a passos largos: de 2015 para 2016, o número de phablets ativados cresceu incríveis 10%. No mesmo período, aparelhos com telas médias, que ainda predominam no mercado, viram sua vantagem recuar 9 pontos percentuais.

Independentemente das críticas, o levantamento mostra que o iPhone 7 continua vendendo muito bem e a Apple tem motivos de sobra para rir à toa da vida e da concorrência.

Fonte: Flurry Analytics

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.