Amazon lança sistema para coleta de produtos minutos após a compra

Por Redação | 15 de Agosto de 2017 às 13h35

A Amazon lançou nesta terça-feira (15) uma nova modalidade de envio que promete entregar os produtos nas mãos dos usuários logo depois da compra online. Em alguns casos, o Instant Pickup, como o nome já diz, é capaz de ter os artigos adquiridos à disposição dos consumidores apenas dois minutos depois da finalização da transação.

A novidade vale para produtos de alta demanda como cabos, carregadores para celulares, artigos de higiene pessoal, alimentos e bebidas. Todos são vendidos em grandes volumes pela companhia, o que, para ela, tornou interessante a ideia de manter estoques menores nas proximidades dos locais de retirada do Instant Pickup.

O funcionamento é simples e exige poucos funcionários. Caso o produto pedido esteja disponível no próprio local de retirada, ele é colocado em um armário para retirada em minutos. Caso contrário, ele é levado de um dos centros de distribuição da Amazon até o ponto do Instant Pickup, um processo que pode levar mais tempo. A promessa, entretanto, é de disponibilidade em poucas horas, no máximo.

Seja qual for o caso, o cliente é notificado por e-mail quando sua entrega estiver pronta e recebe um código para ser usado no armário em que seu produto está. Basta que ele se dirija até lá para coletar sua compra. Os valores de frete, inclusive, são menores do que os do envio por transportadoras até a casa do cliente.

Trata-se, ainda, da evolução de um conceito que continua a existir, o Amazon Locker, que permite aos usuários escolher um ponto de coleta para que possa buscar seus produtos na hora que mais for conveniente. É a solução para quem, por exemplo, não pode receber compras no local do trabalho e não está disponível em casa em horários de entrega.

Por enquanto, o serviço está disponível nos campus de cinco universidades americanas, nas cidades de Los Angeles, Atlanta, Columbus, College Park e Athens. Até o final do ano, mais locais do tipo devem ser inaugurados, com Nova York e Chicago estando na lista. Outros países, entretanto, ainda não têm previsão de receberem a modalidade de entrega.

Já há quem especule, ainda, que as lojas da rede Whole Foods, disponíveis em boa parte do território americano, também podem se tornar integrantes da rede Instant Pickup. A Amazon comprou a empresa em junho deste ano por US$ 13,7 bilhões, marcando um investimento em artigos de primeira necessidade.

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.