A vez do mobile

Por Fernando D´Angelo

Agora é realidade. Nos últimos meses os números de acesso à internet através de dispositivos móveis (smartphones e tablets) começaram a saltar, mostrando que o mobile está substituindo cada vez o acesso através de computadores desktop e notebooks.

Vamos a alguns números que levantei durante o Fórum E-Commerce Brasil 2015:

  • No Brasil muitos setores já possuem mais de 40% da audiência do seu site através de dispositivos móveis.
  • Estudos dizem que em 2015 a quantidade de acessos à internet através de dispositivos móveis ultrapassará a de acessos através de computadores;
  • O número de usuários de smartphones no Brasil ao final de 2015 está previsto em 73MM de usuários. Em 2013 esse número era de pouco mais de 40MM;
  • 87% das pessoas utilizam o smartphone para pesquisas que auxiliam as decisões de compras;
  • 65% utilizam o smartphone durante as compras em lojas físicas para pesquisar informações e preços dos produtos online;
  • 50% dos vídeos vistos no YouTube e mais de 70% dos acessos ao Facebook são feitos através de dispositivos móveis;
  • No Japão, Reino Unido e Coréia do Sul as compras feitas diretamente por dispositivos móveis já ultrapassaram 40%. Nos EUA esse número é de 28%. No Brasil, apenas 10%, mas crescendo rapidamente;
  • Em média, um usuário comum acessa o smartphone 150 vezes por dia, totalizando 162 minutos de uso;
  • Em 2013 o mundo tinha 183MM de usuários que somente utilizavam smartphone para acessar a internet. Em 2015 esse número é de 788MM de usuários.

E o que isso significa na prática?

Significa que as pessoas estão conectadas o tempo todo.

Significa que muitas das tarefas que eram feitas no computador estão migrando para o smartphone.

Significa que muitas coisas que os usuários nem sonhavam em fazer com um computador, hoje podem fazer através de um smartphone.

Significa que a internet hoje é capaz de prover muito mais ferramentas aos usuários do que antes.

Significa que o usuário quer uma agilidade muito maior para encontrar o que deseja;

Significa que o smartphone já é parte do dia a dia na busca por informações diversas e na execução de diversas tarefas;

Significa que o usuário está mudando radicalmente o seu comportamento.

Enfim, significa que a sua estratégia de presença digital já está defasada.