Vidro líquido começa a ser comercializado no Brasil

Por Redação | 30.08.2012 às 14:48

Um dos grandes desafios da indústria hospitalar é conseguir reduzir os níveis de contaminação cruzada em postos de saúde, clínicas de atendimento e hospitais. Um novo material, conhecido como vidro líquido, já começou a ser vendido no Brasil pela DPM Tecnologia. O "Ecoglas" utiliza uma tecnologia antimicróbica capaz de diminuir a atuação de bactérias em até 50% de uma só vez.

O vidro líquido é na verdade uma forma de dióxido de silício em solução. O produto não é nocivo, muito pelo contrário: é ecologicamente correto e é 500 vezes mais fino que um fio de cabelo. Ao aplicar o vidro líquido sobre bandejas, materiais, objetos e superfícies, forma-se uma camada flexível, respirável e antiaderente. Além de auxiliar no combate à contaminação por microorganismos, o vidro líquido restringe o uso de produtos de limpeza prejudiciais para o meio ambiente.

Durante um período de três meses, foram realizadas amostras em diferentes hospitais da Inglaterra e da Alemanha, para teste. Os resultados indicaram uma diferença clara no número de bactérias entre as superfícies tratadas e não tratadas com o vidro líquido.

“O produto atua na eficácia do regime de limpeza de ambientes que exigem muita atenção com a saúde, como hospitais, casas com crianças, alérgicos, idosos, entre outros”, diz o diretor da DPM Tecnologia, Paulo Loria.