Vazam as especificações do Motorola X. Onde vamos parar?

Por Pedro Cipoli | 26 de Março de 2013 às 08h15

Boatos sobre o Motorola X rodam a internet há mais de um ano. Alguns rumores dizem que será mais um aparelho da linha Nexus do Google, trazendo a experiência do Android puro para quem se interessar. Outros dizem que terá uma interface própria da Motorola, mas sem nenhuma confirmação se realmente será a odiada MotoBlur. De qualquer forma, uma coisa é certa: trará recursos capazes de fazer frente até ao recém-lançado Galaxy S4.

Segundo o Digital Trends, o Motorola X trará nada menos do que o todo poderoso SoC Snapdragon 800, um chip quad-core rodando a 2,0 GHz, Android 5.0 Key Lime Pie, bateria massiva de insanos 4000 mAh (como comparação, a do Galaxy S4 possui 2600 mAh) e uma indestrutível tela de saphira à prova d'água. Talvez o que menos chame a atenção é a tela de 4,8 polegadas.

Motorola X

Ainda não está surpreso? Então aqui vai mais: será possível escolher a configuração do Motorola X. 1, 2 GB de memória RAM? Um ou outro app pré-instalado? Algum wallpaper em especial de fundo? Uma construção tão indestrutível como a tela? Basta preencher as opções que quiser na hora da compra e levar para casa um smartphone com a sua cara.

Se essas especificações forem confirmadas, mesmo modelos top de linha como o HTC One e Galaxy S4 podem ficar rapidamente desatualizados, o que nos faz pensar: onde vamos parar? De forma bastante conservadora, podemos dizer que o Galaxy S3, modelo lançado há mais de um ano, já possui especificações de sobra para fornecer uma excelente experiência de usuário, e será que esses avanços realmente melhorarão essa experiência?

Não faz muito tempo publicamos os principais rumores que cercam o Nexus 5, modelo que possivelmente será lançado durante o Google I/O deste ano. Ok, suas especificações parecem bastante fantasiosas, afinal uma câmera profissional lado a lado com uma tela OLED pode tornar o produto impagável, ainda mais com as especificações brutais por baixo de capô. Mas, o que podemos concluir destes lançamentos?

HTC Nexus 5

Aparentemente essa corrida espacial entre fabricantes de smartphones é muito parecida com o que tínhamos alguns anos atrás nos PCs. Após o aparecimento do primeiro modelo dual-core, tanto Intel quanto AMD começaram a duelar constantemente pelo pódio de melhor fabricante, mas que hoje chegaram em uma fase de amortecimento. Por quê? Bem, qualquer processador atual é capaz de atender as necessidades da maioria dos usuários, e o mesmo está acontecendo com os smartphones.

Outro ponto que podemos fazer um pararelo é a incapacidade de absorvermos tantos aparelhos. Mesmo que compremos um aparelho bom pensando que ele vai durar alguns anos, sempre ficamos tentados a trocar pelo modelo mais novo, já que o nosso smartphone atual perde o brilho. Na prática, porém, quem ganha somos nós, já que cada fabricante é obrigado a lançar algo novo para se destacar da multidão.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.