Ultrabooks mais baratos devem invadir as prateleiras em 2013

Por Redação | 04 de Outubro de 2012 às 15h00

Quando a Intel anunciou sua nova categoria de computadores portáteis em 2011, os Ultrabooks, seu design moderno aliado ao poderoso desempenho e ao baixo custo chamaram a atenção dos consumidores. Mas até então, a promessa dos preços mais baixos não havia feito tanto sentido.

A boa nova é que, no ano que vem, isso pode mudar. O site Digitimes relatou que os fabricantes de PCs estão trabalhando para lançar uma ampla gama de Ultrabooks de entrada a partir de US$ 699, o equivalente a R$ 1.413 (sem os impostos, é claro).

Para manter a rentabilidade, as fabricantes continuarão vendendo máquinas mais poderosas a preços finais mais altos, como vem ocorrendo atualmente.

Os modelos mais baratos irão, obviamente, eliminar componentes de primeira linha, substituindo fibra de vidro por plástico reforçado ou metais de menor custo. Eles também funcionarão com baterias mais humildes, não contarão com tela touch para Windows 8 e utilizarão HDs slim ou SSD para armazenamento.

Em contrapartida, as versões mais robustas destes Ultrabooks virão com baterias de polímero de lítio, interfaces touchscreen e carcaça feita de alumínio ou fibra de carbono.

A política de redução preços de computadores é uma estratégia para alavancar o mercado de Ultrabooks, já que as vendas não ocorreram conforme o esperado desde o lançamento destas máquinas. A expectativa é que as vendas aumentem de 16,7 milhões para 31,6 milhões de unidades em 2013.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.