Startup brasileira cria sistema de transferência de arquivos pelo som

Por Redação | 30 de Julho de 2013 às 07h37

A startup brasileira Kinetics desenvolveu um sistema de envio de dados por ondas sonoras, conhecido como NearBytes. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A ideia para o projeto surgiu quando os profissionais da Kinetics decidiram desenvolver um álbum de figurinhas digital e eles se depararam com algumas dúvidas sobre como fazer para que a troca de dados, no caso figurinhas, fosse possível. E depois de pensar em algumas possibilidades, o som foi o escolhido pela empresa. "Descobrimos que isso era viável, e que haveria muito mais aplicações do que um álbum de figurinhas", disse à reportagem Marcelo Ramos, diretor de operações da companhia.

O sistema funciona da seguinte forma: através do aplicativo da Nearbytes instalado em seu dispositivo, o usuário poderá codificar os dados que deseja enviar e reproduzi-los em ondas sonoras de alta frequência pelo alto-falante do aparelho. O receptor, por sua vez, utilizará o microfone do smartphone para interpretar os sons enviados e transformá-los em dados novamente.

A Kinetics afirma que a velocidade da transferência de dados é de cerca de 0,8Kbps e que os dois aparelhos devem estar a uma distância máxima de dez centímetros. Todo o processo pode ser ouvido claramente pelos usuários – apesar do som ser simplesmente um barulho aleatório para nós. Para experimentar a ferramenta, a startup lançou um aplicativo de troca de cartões profissionais e pessoais por meio de ondas sonoras para Android e iOS, o S-Contact.

No futuro, a Kinetics acredita que sua tecnologia pode ser usada para transações bancárias entre dispositivos e, quem sabe, até substituir o NFC. Ramos acredita que isso é possível, já que o Nearbytes funciona em qualquer aparelho e, como ele utiliza "informações descartáveis", que não podem ser acessadas depois de lidas, o sistema também evitaria fraudes.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.