Relatório mostra as tendências de clientes mobile e mobilidade empresarial

Por Redação | 16.03.2015 às 08:10

A Citrix, empresa especialista em trabalhos móveis, publicou o Relatório de Análise Móvel, que aborda dados das tendências de assinantes mobile e mobilidade empresarial com base em informações globais de companhias e operadoras de redes móveis.

A publicação também mostra resultados importantes relacionados às tendências que influenciam não só as empresas, mas também consumidores e as operadoras. Entre as conclusões do relatório estão informações referentes ao iPhone 6 Plus, indicando que ele gera duas vezes mais dados do que o iPhone 6. A diferença foi atribuída a estes usuários que assistem mais vídeos por causa da tela maior do aparelho.

A cada dia que passa os dados móveis e a experiência móvel estão sendo influenciados por vídeos. O relatório cita como exemplo o fato de que os dispositivos móveis estão consumindo quase o dobro do conteúdo esportivo em vídeo. O número cresceu de 20% no terceiro trimestre de 2014 para 50% no primeiro trimestre de 2015.

O número de dispositivos gerenciados por empresas teve um aumento de 72% no comparativo ano a ano e o iOS permanece na liderança quando o assunto é mobilidade corporativa, com 64% do mercado global. Já o Android vence no mercado asiático e o Windows conta com duas vezes mais presença no mercado da Europa, Oriente Médio e África, com 16%, comparado com a América do Norte, que tem 7%.

Em uma análise ainda mais profunda, o relatório da Citrix mostrou que a distribuição de dispositivos varia por segmento. 71% operam com iOS no setor financeiro e 39% trabalham com Android no setor da saúde. Além disso, foram destacadas permissões e restrições que são adotadas pelas empresas para o uso de aplicativos de produtividade e de colaboração. Com isso, é possível observar que a mobilidade está crescendo cada vez mais no ambiente corporativo.

Para Chris Fleck, vice-presidente da companhia, "a linha entre a mobilidade pessoal e empresarial está desaparecendo por que as pessoas estão usando seus smartphones e tablets em todos os aspectos de suas vidas", comenta.

"Hoje, é impossível manter barreiras artificiais entre a mobilidade empresarial e pessoal. Apresentando o comportamento, as preferências e as necessidades do usuário móvel, o Relatório de Análise Móvel analisa as oportunidades e armadilhas que as operadoras e empresas enfrentam ao oferecer as experiências móveis que o público espera em casa, no trabalho e durante seus momentos de lazer", finaliza Fleck.