Pioneira dos relógios digitais, Pebble não teme concorrência

Por Redação | 12 de Setembro de 2013 às 12h00

O relógio inteligente pioneiro chamado Pebble, que arrecadou mais de US$ 10 milhões no site de financiamento coletivo Kickstarter, não teme a concorrência do Galaxy Gear, da Samsung, ou do Toq, da Qualcomm. Os aparelhos têm a mesma proposta: exibir notificações de smartphones no pulso do usuário. No entanto, o fundador do Pebble, Eric Migicovsky, quer expandir as funções do smartwatch.

"Acreditamos que o melhor computador que você tem é aquele que está no seu bolso. Tanto o Pebble, como qualquer smartwatch, deve aproveitar as vantagens oferecidas por esses aparelhos", afirmou. "Entretanto, se você precisa ajustar o termostato, talvez o melhor lugar para fazer isso seja no seu pulso. E se você pudesse ver instantaneamente todas as informações disponíveis no seu relógio?"

O primeiro lote de relógios Pebble vendeu as 1.500 unidades fabricadas. Agora, em um centro de produção maior, a empresa busca aumentar suas vendas. "Precisávamos tomar uma nova direção e descobrir como iríamos produzir centenas de milhares de relógios", disse Migicosky.

No entanto, a manufatura encontrou alguns entraves, já que a tecnologia à prova d'água e designs coloridos revelaram-se desafios. Com isso, os relógios devem atrasar quatro meses ou mais.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.