PayPal: sistema de pagamento via celular é testado no Brasil

Por Redação | 25.10.2013 às 13:32
photo_camera Divulgação

Todos os dias surgem novas ferramentas para transformar o smartphone em uma carteira eletrônica de bolso. Já é possível guardar informações sobre você, seus amigos, acessar sites e postar em redes sociais favoritas. E uma tendência cada vez mais comum é tornar esses dispositivos eletrônicos terminais de compra e pagamento para vários tipos de transação.

Uma das empresas líderes no setor é o PayPal, que agora parte do mercado móvel com estratégias voltadas para o público brasileiro. Nesta quinta-feira (24), a companhia anunciou um projeto piloto para que clientes do serviço possam realizar pagamentos pelo celular sem precisar de dinheiro ou cartões.

Segundo o pessoal da INFO, o teste está sendo realizado na cafeteria Suplicy, em São Paulo. O local adotou um sistema integrado ao PayPal que funciona da seguinte maneira: depois de fazer o download do app, o usuário precisa preencher um cadastro com dados como nome e número de um cartão de crédito ou débito, por exemplo. Após consumir algum produto, o usuário deve fazer um check-in através do aplicativo e selecionar o método de pagamento. Todas essas informações são enviadas para um iPad conectado ao sistema da cafeteria que calcula o que foi consumido e fecha a conta, que é confirmada pelo cliente.

David Marcus, CEO do PayPal, afirma que a empresa planeja levar a tecnologia para outros estabelecimentos e grandes varejistas do país. "É um piloto, mas estamos comprometidos em desenvolver essa solução com o tempo. O Brasil é o primeiro lugar na América Latina a testar o serviço", disse. O sistema já é utilizado em países como Estados Unidos, Austrália, Japão e Reino Unido.

O PayPal é mundiamente conhecido por ter um foco voltado mais para o comércio eletrônico do que o móvel. A mudança de estratégia veio com a chegada de Marcus ao cargo de diretor-executivo da companhia em abril de 2012 – antes, o empresário ocupava a vice-presidência de mobilidade do PayPal. Desde então, a ferramenta possui um programa de pagamentos para iPad e ganhou um aplicativo para celular e até um leitor de cartão adaptável a aparelhos móveis.