Oppo N1: o smartphone com câmera flexível de 13 MP e CyanogenMod de fábrica

Por Redação | 25 de Setembro de 2013 às 08h10

A Oppo anunciou o Oppo N1, o primeiro smartphone do mundo que já sairá rodando de fábrica o CyanogenMod, uma das ROMs customizadas do Android mais populares do mundo.

O Oppo N1 tem uma tela de 5,9 polegadas IPS com resolução Full HD, com densidade de pixels de 377 ppi. Nessa tela, é possível até mesmo usar luvas e ainda assim operá-la, como ocorre também com o Sony Xperia Z1 e o Lumia 1020.

O aparelho tem carcaça de plástico e estará disponível em duas cores: preto e branco. Ele virá com opções de 16 e 32 GB de memória interna, sem possibilidade de expansão via microSD. O hardware não é nada mal: processador Snapdragon 600 quad-core de 1,7 GHz, GPU Adreno 320, 2 GB de RAM e bateria de 3.610 mAh.

Ele tem alguns truques bem interessantes, como a parte traseira sensível ao toque, o que pode ajudar a tocar a próxima música, rolar a página do navegador ou customizar as ações. É um recurso que a LG inventou e usou primeiro no LG G2, mas é interessante vê-lo no Oppo N1 também.

Câmera flexível de 13 megapixels

Apesar do CyanogenMod, a câmera parece ser o diferencial que a Oppo mais promoveu em seus anúncios. Ela tem um sensor CMOS de 13 megapixels com abertura f/2.0 e um chip responsável por processar imagens desenvolvido em parceria com a Fujitsu. Para ficar ainda melhor, a câmera é flexível, o que significa que ela pode ser rotacionada a 206° e ser usada também como câmera frontal.

A Oppo também desenvolveu um acessório chamado O-Click, que é basicamente um controle remoto para a câmera e é capaz de operar via Bluetooth a até 50 metros de distância. É o acessório perfeito para fotos em grupo, onde ninguém quer ficar de fora para operar a câmera, por exemplo. O O-Click está incluso junto com o pacote, e não como algo vendido separadamente.

Color OS e CyanogenMod

Dentro do Oppo N1 está na verdade o ColorOS, um sistema operacional baseado no Android. A Oppo ainda não forneceu muitos detalhes sobre a presença do CyanogenMod no aparelho, mas parece que os consumidores poderão escolher, na hora da compra, qual dos dois sistemas gostaria de ter rodando como padrão no dispositivo.

O preço do N1 será de US$ 570 para o modelo simples de 16 GB e sem o CyanogenMod, e deve ser vendido pela China Mobile a partir de outubro. Não há datas definidas para o lançamento em outros mercados.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.