Nova tecnologia promete recarregamento sem fio constante "via Wi-Fi"

Por Redação | 15.10.2014 às 11:28

A uBeam, empresa fundada por Meredith Perry, anunciou recentemente a criação de um protótipo que permite recarregar portáteis como celulares e laptops sem fio utilizando ultrassom. Sua fundadora, de apenas 25 anos, começou a estudar astrobiologia na Universidade da Pensilvânia quando se deparou com uma boa ideia.

Perry criou uma tecnologia que converte a eletricidade em som e envia esse áudio pelo ar por meio de ultrassom. Então um receptor ligado a um eletrônico capta o som e o converte novamente em energia elétrica. Isso possibilita que um determinado dispositivo seja movido livremente dentro de um ambiente, sendo recarregado constantemente sem a necessidade de ficar preso a uma tomada ou a uma recarga via indução.

Inicialmente, o protótipo-conceito criado pela uBeam tinha como objetivo competir em uma disputa universitária ao qual Perry participou. A ideia deu certo e agora a empresa deseja comercializá-lo. "Este é o único sistema de alimentação sem fio que permite que você use o telefone e se mova em um cômodo livremente enquanto o aparelho é recarregado", disse Perry em entrevista ao New York Times. "Isso permite que haja uma experiência semelhante ao do Wi-Fi, onde o usuário só precisa estar próximo do transmissor."

Meredith Perry

Tal tecnologia poderia trazer mudanças significativas em como os dispositivos são projetados. Uma delas é a possibilidade deles terem uma bateria menor, visto que são alimentadas constantemente. A tecnologia utilizada nas baterias praticamente não mudou durante os últimos anos, com fabricantes valendo-se de pequenas melhorias na capacidade delas e na eficiência energética dos eletrônicos.

Outro ponto que favorece a tecnologia é que as estações de recarga da uBeam serão finas, com menos de 0,5 cm de espessura. Esses transmissores poderiam ser colados em paredes ou adaptadores para fazer parte da decoração de uma casa. Já os smartphones e notebooks poderiam ser equipados com os receptores.

"Se a tecnologia de alimentação sem fio está em todo lugar, então sua bateria pode encolher porque estará sendo recarregada a todo o tempo", disse a jovem empreendedora. "Você não vai precisar mais de cabos, não terá de usar adaptadores internacionais para tomadas".

De acordo com a uBeam, seus produtos devem chegar às prateleiras nos próximos dois anos. Meredith Perry diz que, a princípio, a empresa planeja fazer dois produtos: um para lugares pequenos, como escritórios e casas; e outro para lugares amplos como aeroportos, estádios e salões de conferência.

O sistema criado por Perry também pode ser utilizado para transmitir dados de maneira segura. Isso quer dizer que os produtos da uBeam poderia ser usado por objetos da chamada Internet das Coisas. No entanto, há limitações para a capacidade do dispositivo, sendo uma delas a de transmitir as ondas através de paredes. Isso quer dizer que usuários da tecnologia teriam de comprar transmissores para cada cômodo.

Outro fator é a questão da adoção. A tecnologia de recarga sem fio chegou há anos, mas os consumidores têm sido lentos em adotá-la. Contudo, a empresa de Perry se mostra confiante e acredita que o diferencial do seu produto ajude neste ponto.

"Vamos vender diretamente ao consumidor, mas também às redes de restaurantes e de hotéis - vamos saturar o mercado com os transmissores da uBeam", afirma Perry. "Além de Wi-Fi gratuito, a cafeteria que você visita terá uBeam gratuito".

A companhia aguarda a aprovação de 18 patentes no USPTO (o Departamento de Propriedade Intelectual dos EUA) relacionadas à recarga sem fio e ultrassom. Uma rodada de financiamento também está sendo fechada. A uBeam já recebeu US$ 1,7 milhão de Marissa Mayer, CEO do Yahoo!, de Andreessen Horowitz e do Funders Fund.

Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/tec/2014/10/1531882-empresa-lanca-recarga-de-celular-por-wi-fi-para-casa-e-lugares-publicos.shtml