Mercado de smartphones ultrapassa 1 bilhão de aparelhos em 2013

Por Redação | 28 de Janeiro de 2014 às 15h42

Por mais que analistas prevejam constantemente a estagnação do mercado mobile, não foi em 2013 que esse movimento começou a acontecer. Segundo dados da consultoria IDC, 1,82 bilhão de celulares foram enviados para as lojas durante o ano passado, um número que representa crescimento de 4,8% em relação a 2012 e, claro, uma demanda cada vez maior por parte dos usuários.

Os números são especialmente estrelados no segmento dos smartphones, no qual foi registrada uma alta de 38,4%. Aqui, a Samsung permaneceu na liderança, com 31,3% do mercado e deixando sua principal concorrente, a Apple, para trás, com 15,3% do mercado e um longo caminho até a primeira posição no mercado mundial. Na sequência estão Huawei (4,9%), LG (4,8%) e Lenovo (4,5%).

Apesar disso, o IDC aponta que foram os celulares de baixo custo que movimentaram mais o mercado no ano que passou. Conforme reportado pelo site IT World, as duas principais tendências registradas pela pesquisa da consultoria foram os aparelhos baratos e as opções com telas grandes, principalmente em países emergentes como a China e a Índia. Por lá, celulares com valores abaixo de US$ 150 representam a maior parte da disponibilidade em lojas.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Os números do IDC são suportados por pesquisa da Strategy Analytics, que apesar de apresentar totais menores, também mostram o poder do mercado. Segundo a empresa, 2013 viu o envio de 990 milhões de smartphones para as lojas, um aumento de 43% em relação ao ano anterior e tendo os Estados Unidos como o principal mercado desse tipo de dispositivo.

Os dados revelados pelas pesquisas representam recorde para a indústria. Apesar da expectativa de esfriamento do mercado para os próximos anos, o IDC e a Strategy Analytics ainda esperam números positivos para 2014, com ainda mais crescimento e penetração ainda maior de smartphones em relação aos celulares de baixo custo.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.