EUA e China podem assinar acordo para reduzir preço de tablets e smartphones

Por Redação | 12.11.2014 às 17:02

Um tratado entre os Estados Unidos e a China pode reduzir o preço de equipamentos eletrônicos como smartphones e tablets. Em uma parceria que interessa e muito aos fabricantes de tecnologia, os dois países estariam prestes a assinar um acordo comercial para a redução nas tarifas de importação de componentes eletrônicos oriundos do país asiático.

A iniciativa tem benefícios para ambos os lados, como aponta reportagem do The Wall Street Journal. Para a China, trata-se de um incentivo à indústria local, tornando suas plantas de produção ainda mais atrativas para as empresas ocidentais. Enquanto isso, nos Estados Unidos, a redução nos impostos reduz os custos de fabricação e, sendo assim, diminui os preços dos produtos para o consumidor final, aumentando os números do comércio.

Países vizinhos, como Taiwan e Japão, também teriam a ganhar com o acordo. Segundo informações do jornal americano, tudo já estaria certo para a assinatura do tratado entre a China e os EUA, restando apenas a aprovação dos outros 78 membros que fazem parte do Information Technology Agreement, um órgão que faz parte da Organização Internacional de Comércio e é voltado justamente para a queda nas tarifas e custos envolvidos na importação e fabricação de dispositivos eletrônicos.

Levando em consideração apenas essa definição, já dá para esperar que o acordo seja aprovado. Praticamente todos os países presentes na OMC têm a ganhar com o movimento, já os membros do ITA representam juntos 97% de todo o volume de importação de componentes e produtos eletrônicos no mundo, movimentando US$ 1 trilhão.

A expectativa é que o documento seja sancionado até o final do ano, entrando em vigor em 2015. A queda nos custos pode começar a ser vista nas prateleiras americanas já no segundo semestre, o que eventualmente, pode acabar baixando os preços também em outras nações. Quem é brasileiro sabe que isso é extremamente necessário por aqui.