Portabilidade também fica proibida com suspensão das operadoras. Entenda

Por Fernanda Morales | 19.07.2012 às 12:40 - atualizado em 19.07.2012 às 18:59

Depois do anúncio da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) sobre a proibição da venda de novas linhas de celulares pelas operadoras Claro, Oi e TIM em alguns estados brasileiros, o recurso de portabilidade também fica suspenso.

A partir da próxima segunda-feira, 23 de julho, os usuários ficam proibidos de transferirem seus números para outras operadoras com base na restrição aplicada pela agência. Ou seja, os clientes residentes no estado de São Paulo não poderão mudar seus números para a Claro, por exemplo, já que a operadora está proibida de vender novas linhas no estado.

Portabilidade

Os clientes não poderão migrar seus números para as operadoras com restrição (Foto: Reprodução/Mobile Pronto)

A portabilidade permite que clientes insatisfeitos com os serviços e taxas de uma determinada operadora migrem seu número telefônico para outra, sem ter que pagar nenhuma multa contratual para obter o serviço. No Brasil, a portabilidade é gerenciada pela Entidade Administradora –EA, órgão subordinado à Anatel.

A decisão extrema da suspensão de vendas de novas linhas foi tomada pela agência nesta quarta-feira, 18/7, devido ao aumento no número de reclamações obtidas pelo órgão sobre a falta de qualidade dos serviços prestados pelas operadoras listadas acima.