Segundo IDC, mercado de smartphones deve saturar já em 2018

Por Redação | 05.03.2014 às 08:20
photo_camera Divulgação

A IDC voltou a publicar previsões pouco otimistas sobre a continuidade do crescimento no mercado de smartphones. De acordo com a consultoria, esse aumento deve chegar à casa dos dígitos únicos em alguns anos, registrando apenas 8,3% em 2017 e um baixíssimo 6,2% em 2018. São sinais de profunda saturação do segmento.

Para a empresa, cujo relatório foi replicado pelo site Tech Radar, 2014 já será um ano difícil, com o menor crescimento registrado desde que os smartphones chegaram ao mercado. Até dezembro, 1,2 bilhão de aparelhos devem chegar às lojas, um aumento de 19,3% em relação ao ano passado. Apenas nos Estados Unidos serão 200 milhões de celulares, com o Android permanecendo como o campeão em números.

Segundo a IDC, uma alternativa para reverter essa queda nos números é desenvolver parcerias entre fabricantes e operadoras de telefonia para reduzir os preços dos smartphones. No mercado de hoje, os aparelhos de baixo custo são carentes de funções para gerar verdadeiros booms de interesse, enquanto os dispositivos que trazem as grandes novidades tecnológicas apresentam preços altos demais para se tornarem verdadeiros best sellers.

Em 2013, o preço médio dos smartphones disponíveis no mercado era de US$ 335, aproximadamente R$ 780. Nos próximos quatro anos, porém, esse valor deve cair para US$ 260, pouco mais de R$ 600, e continuar em queda, enquanto as empresas investem em preços mais em conta para os aparelhos de topo de linha e uma maior quantidade de aparelhos de entrada.