Como a qualidade do áudio pode aprimorar chamadas de vídeo

Por Colaborador externo

Por João Aguiar*

Embora o vídeo torne a comunicação mais completa, o áudio é absolutamente essencial durante uma chamada. Atualmente, muitas pessoas estão trabalhando para melhorar a qualidade do vídeo, porém, com o advento da HDTV, é relativamente fácil estabelecer um link que ofereça uma transmissão de vídeo excelente para esse tipo de colaboração.

A maior parte da troca de informações detalhadas em reuniões ocorre através da fala, por isso, cada palavra e som devem ser ouvidos claramente e sem interferências. Um áudio claro aumenta a compreensão e reduz os contratempos, aproximando os usuários da experiência de um encontro real. Um bom argumento que justifica essa importância é o fato de que há quase um século o telefone é uma ferramenta fundamental de comunicação.

Um dos maiores problemas durante uma videoconferência é o recorte da voz. Se nada fosse feito, em um sistema de áudio ao ar livre, como um viva-voz, o som sairia do alto-falante, seria pego pelo seu microfone e, em seguida, enviado de volta a você, resultando em feedback e eco. No entanto, esse problema pode ser eliminado com o “cancelamento de eco”, em que o sistema com alto-falante mede digitalmente cada eco individual no seu ambiente e em seguida subtrai esses sons indesejados, com muita precisão em tempo real, evitando aquela já conhecida situação de frases recortadas.

Esse tipo de áudio sem interferências é essencial em videoconferências porque proporciona a otimização do trabalho dos usuários. Dessa maneira, qualquer esforço para conseguir mais qualidade de som trará benefícios, como reuniões mais produtivas.

Os sistemas de comunicação também podem fazer melhor uso da audição humana, que abrange uma faixa de frequência de cerca de 100Hz a 12.000Hz, enquanto a telefonia tradicional está limitada a um terço disso, de 300Hz a 3.500Hz. Isso significa que muitas informações no discurso são perdidas, principalmente quando se adiciona as dificuldades encontradas em ambientes barulhentos, por exemplo, o que dificulta o entendimento das conversas. Já ampliando o seu sistema de comunicação para uma faixa de 100Hz a 7.000Hz, como é feito em HD Voice, há uma grande mudança, já que não só existe uma melhoria de compreensão, como ajuda na identificação do locutor e reduz os contratempos.

Porém, não só os sistemas de comunicação apresentam problemas que dificultam a qualidade da chamada. O próprio usuário também pode cometer falhas, como utilizar o microfone da maneira incorreta. Microfones bem feitos são projetados para ouvir as pessoas falando, ignorando os ruídos de fundo. No entanto, é raro que isso possa ser feito com apenas um microfone em uma sala. A melhor experiência é geralmente obtida pela adição de microfones direcionais mais perto das posições do locutor.

A boa colocação do microfone pode ajudar a reduzir a captação de ruídos, porém ainda há mais a se fazer. Ruídos como cliques de teclado, ventilação e farfalhar de papel são tipicamente os mais irritantes em uma chamada, pois o áudio de todos esses pontos unem-se, piorando muito a qualidade do som. Para evitar esse tipo de problema, é sempre bom verificar se o sistema de comunicação está realizando o processamento de sinal da maneira correta, dessa forma é possível encontrar e remover os ruídos que poderiam causar alguma ineficiência no entendimento da mensagem.

Além disso, a adequação do espaço especialmente para realização de videoconferência é importante, afinal, os microfones captam o ruído do ambiente, bem como as vozes dos locutores. Uma ótima solução aqui é atacar a origem do problema, reduzindo a reverberação da própria sala. Isso é facilmente feito utilizando alguns painéis de espuma acusticamente absorventes nas paredes. Estes painéis são leves, baratos, fáceis de montar e oferecidos por muitos fornecedores. Em muitas situações, um tratamento como esse pode trazer uma notável melhoria na qualidade do áudio em geral e também nas videoconferências.

Aliando todos esses fatores, será possível obter uma nitidez perfeita de áudio, o que ajudará a tornar a experiência colaborativa simples e intuitiva, reunindo ao mesmo tempo qualidade de vídeo e voz em alta definição e proporcionando a sensação de uma reunião presencial.

*João Aguiar é gerente de engenharia da Polycom