Coca-Cola faz parceria que permitirá a produção dos refrigerantes em casa

Por Redação | 06 de Fevereiro de 2014 às 17h22

Você já sentiu preguiça de sair para comprar um refrigerante? Em breve, não será mais preciso passar por essa batalha interna. A Coca-Cola e a Green Mountain Soda anunciaram parceria que vai permitir que os fãs da empresa preparem as bebidas da marca em casa, utilizando máquinas especiais e extratos do produto.

Trata-se da Keurig Cold, um produto ainda em desenvolvimento que vai permitir a preparação de bebidas caseiras gaseificadas e geladas, e uma ramificação de uma das linhas mais bem-sucedidas da Green Mountain. Bastante comum nos lares dos Estados Unudos, a Keurig Single Cup Brewing permite que os usuários façam apenas um copo de café ou chá, em vez das tradicionais cafeteiras enormes cujo conteúdo acaba sendo desperdiçado.

A empresa espera lançar a máquina em 2015, mas desde já, a notícia vem atraindo a atenção do mercado. Na bolsa de valores americana, as ações da Coca-Cola apresentaram leve aumento após o anúncio, enquanto os papéis da Green Mountain Coffee tiveram alta de 35% e chegaram a valer US$ 110 cada, o mais alto valor já obtido em sua história.

Para o CEO da fabricante de equipamentos, Brian Kelley, não se trata apenas de trazer uma marca consagrada para promover e tornar seus produtos mais atrativos. Há também uma preocupação com o meio ambiente, já que a produção caseira de Coca-Cola reduzirá a utilização de garrafas plásticas e diminuirá o peso carregado pelos veículos na saída dos mercados, economizando gasolina. As declarações foram dadas à Forbes.

Além disso, trata-se também de uma vantagem estratégica. Hoje, a Green Mountain tem uma empresa chamada SodaStream como sua principal concorrente no mercado. E a rival sai na frente por já possuir uma máquina de bebidas geladas no mercado, mas que conta apenas com sabores de bebidas gaseificadas genéricas. A parceria com a Coca-Cola, então, representa uma vantagem estratégica para quem chega depois.

De acordo com os termos do acordo, a fabricante de refrigerantes está comprando 10% de participação acionária na Green Mountain Coffee, uma negociação no valor de US$ 1,25 bilhão. O valor, segundo a produtora das máquinas, irá custear o desenvolvimento da Keurig Cold e os esforços de marketing de seu lançamento.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.