Black Friday: Procon dá dicas para os consumidores aproveitarem os descontos

Por Redação | 23 de Novembro de 2012 às 15h05

A Fundação Procon-SP divulgou nesta quinta-feira (22) algumas dicas importantes para os consumidores aproveitarem com segurança o período de descontos da Black Friday, que acontece ao longo desta sexta-feira (23).

Os consumidores devem verificar os preços dos produtos antes de finalizar a compra, a fim de identificar se a aquisição será vantajosa ou não. Além disso, o órgão orienta aos clientes que evitem comprar por impulso. O ideal é que procurem referências sobre o site, a loja e suas características de segurança antes de finalizar a compra.

Compras online

Reprodução: Ecommerce Brasil

Outro fator importante a ser avaliado pelos clientes é se as lojas (físicas ou virtuais) seguem as normas estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC). "Nas compras pela internet o consumidor tem o prazo de sete dias, do recebimento da mercadoria, para o arrependimento, ou seja, pode cancelar o negócio, sem que qualquer valor lhe seja cobrado. Se o produto for entregue com defeito, a loja virtual tem 30 dias para solucionar o problema, caso contrário, o consumidor pode escolher entre receber uma mercadoria nova ou seu dinheiro de volta", afirma Paulo Arthur Góes, diretor executivo do Procon-SP.

Confira abaixo uma lista com as dicas do órgão:

  • Comprar por impulso

A Fundação aconselha os consumidores a avaliarem a necessidade real da compra de determinado produto, já que o preço 'tentador' da oferta pode se tornar uma dívida maior ao final do mês.

  • Pesquisa

Esteja sempre atento aos valores e faça uma cotação prévia, evitando assim que você adquira um novo produto que não possui um preço tão vantajoso assim. Pois muitas lojas brasileiras costumam aumentar o valor das mercadorias uns dias antes da Black Friday para depois reduzi-los para o preço antigo.

  • Atenção

Os clientes devem ler com atenção as políticas de privacidade da loja virtual em que estão comprando, garantindo assim que a empresa mantenha seus dados pessoais e bancários em completo sigilo.

  • Documentos

Para evitar problemas futuros, o Procon aconselha que todos os clientes imprimam os documentos relacionados à sua compra como, por exemplo, contratos, comprovantes de pagamento e até anúncios de ofertas.

  • Segurança

Procure lojas que tenham informações disponíveis como CNPJ, razão social, endereço, telefone, e-mail, entre outras formas de contato. Outro fator importante a ser avaliado pelos consumidores é se a loja possui Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC), pois isso irá facilitar reclamações em casos de problemas.

Instalar antivírus e firewall, que impede a recepção e/ou transmissão de dados e outros programas nocivos, é ideal na hora de concretizar uma compra online. E o órgão ainda afirma que o fato de uma compra ter sido efetuada durante um período de liquidação não a exime de cumprir com as regras de defesa do consumidor.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!