Apple e Samsung não chegam a acordo em processo sobre patentes

Por Redação | 24 de Fevereiro de 2014 às 14h16
Tudo sobre

Samsung

Continua a novela judicial entre Apple e Samsung com relação a uma série de patentes de seus principais smartphones. De acordo com documentos registrados junto ao tribunal de San José, na Califórnia, as empresas não chegaram a um acordo durante reunião realizada na semana passada e, agora, aguardam um julgamento marcado para o mês de março.

Como conta o jornal O Globo, estiveram presentes no encontro o CEO da Apple, Tim Cook, e também da Samsung, J.K. Shin, além de uma série de diretores dos quadros das duas companhias. A audiência foi solicitada pela própria juíza responsável pelo caso, no final do ano passado, na tentativa de encerrar um processo que já vem caminhando desde 2012.

O prazo para que as empresas chegassem em um consenso se encerrou no dia 19 de fevereiro e a ideia era de que ambas poderiam acordar na realização de um pacto de licenciamento cruzado. Assim, as licenças contestadas judicialmente seriam fruto do pagamento de royalties quando necessário.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

A Apple afirma que a Samsung utilizou sem autorização cinco patentes, incluindo uma que rege a tecnologia do assistente pessoal Siri. Além disso, a Maçã acusa a concorrente de ter copiado intencionalmente o design do iPhone e pede a suspensão das vendas de diversos smartphones da marca coreana.

Como parte do mesmo processo, a Samsung também acusa a Apple de ter utilizado quatro patentes registradas pela companhia sem o devido licenciamento ou pagamento de royalties. Todas essas afirmações constituem o que é o maior processo sobre tecnologias registradas já visto nos Estados Unidos.

Uma tentativa de acordo já havia sido feita em 2012, quando Cook e Choi Gee-Sung, que era presidente da Samsung na época, se encontraram para uma rodada de negociações que durou dois dias. Os encontros se provaram infrutíferos e o processo seguiu seu caminho. Desde então, ele já resultou em diversas perdas para a fabricante coreana e o pagamento de US$ 930 milhões em multas para a Apple. Isso sem contar os altíssimos custos processuais para ambas as companhias.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.