A Caixa emitiu um comunicado solicitando aos usuários do aplicativo CAIXA Tem para atualizarem seus dados cadastrais até o fim deste mês. Segundo o banco, a ação tem o objetivo de oferecer mais "segurança, vantagens e praticidade aos clientes". A atualização será feita totalmente pelo app no celular, não havendo necessidade de se dirigir a agências da instituição bancária. 

Caixa Tem: como atualizar os dados cadastrais

A atualização segue um calendário de acordo com o mês de nascimento de cada pessoa, separados em intervalos de dois dias. A partir de 14 de março, cidadãos nascidos em janeiro podem fazer a alteração. Em seguida, nascidos no mês de fevereiro podem acessar o recurso a partir do dia 16.

Saiba como atualizar seus dados cadastrais seguindo o passo a passo na matéria abaixo:

O banco explicou que a atualização cadastral será feita com base no mês de nascimento dos clientes. Desde ontem (14), o processo iniciou com os usuários nascidos em no mês de janeiro. Após o dia 16, devem submeter os dados quem nasceu em fevereiro. A sequência prosseguirá de dois em dois dias para cada mês até o dia 31 de março, quando termina o recadastramento com usuários nascidos em dezembro. Confira a seguir o cronograma completo:

(Imagem: Divulgação/Caixa)

O que precisa ser feito?

É necessário manter os dados em dia para evitar problemas com o pagamento do Auxílio Emergencial e benefícios sociais do governo. Os dados do usuário ficam armazendos nos servidores da Caixa e só podem ser acessados por profissionais autorizados do banco.

O usuário do Caixa Tem deve abrir o aplicativo no seu celular e fazer o login na conta normalmente. Para realizar a atualização, precisa acessar o tópico “Atualize seu cadastro” e enviar a documentação solicitada: foto (selfie tirada com a própria câmera do seu aparelho) e documentos pessoais (RG, CPF e comprovante de endereço).

O que é o Caixa Tem

A Caixa desenvolveu o aplicativo CAIXA Tem para pessoas de baixa renda e beneficiários de programas sociais do governo, como o Bolsa Família. No entanto, a plataforma também é a principal plataforma para quem recebe o Auxílio Emergencial. É o aplicativo que possibilita a movimentação da quantia depositada através da Poupança Social Digital — uma das possibilidades para o recebimento do benefício destinado a quem não possui conta bancária.