Um dos maiores sites de torrents do mundo está fora do ar, mas está tudo bem

Por Felipe Demartini | 16 de Agosto de 2018 às 12h05

A notícia de que sites de torrent saíram do ar sempre vem acompanhada de notas negativas relacionadas a ações governamentais e prisões de responsáveis pelos serviços. Este, entretanto, não é o caso do iDope, que permanece inacessível desde o último final de semana por conta de um problema em seu domínio, de acordo com os responsáveis.

Surgido como reflexo do fim do KickassTorrents e da prisão de seu operador, Artem Vaulin, o iDope nasceu como mais um “espelho” da listagem de arquivos do serviço original. Pouco a pouco, porém, ele foi ganhando novos recursos que incluíram a possibilidade de disponibilização de mais torrents e a promessa de jamais exibir anúncios invasivos, pois, segundo seus idealizadores, a ideia não é fazer dinheiro, mas apenas receber o suficiente para manter a plataforma de pé.

Isso, junto à promessa de que o iDope não sairia do ar jamais por estar em um servidor protegido até contra “terremotos, furacões e bombas nucleares”, de acordo com as palavras oficiais, levaram a plataforma a ganhar tração. Fundado em 2016, o serviço ganhou usuários rapidamente e, em uma lista publicada pelo site TorrentFreak, em janeiro, foi listado como o décimo maior site de torrents do mundo, o que apenas ampliou ainda mais sua popularização.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Quando se une o sucesso meteórico ao fato de o site estar fora do ar há dias, sem nenhuma declaração por meio das redes sociais, se forma uma expectativa de desastre. Felizmente, para os fãs, não foi o que aconteceu. De acordo com os responsáveis, os servidores continuam de pé e funcionando, mas o domínio idope.se, que leva os usuários até lá, está com graves problemas que já estão sendo resolvidos.

Enquanto isso, os usuários órfãos da plataforma podem contar com dois backups um bocado desatualizados, mas funcionais. De acordo com os operadores do iDope, os endereços idope.cc e idope.co apresentam versões funcionais do site, mas com os arquivos de alguns dias antes do sumiço repentino do serviço. Torrents mais antigos podem ser baixados normalmente, assim como outros recursos da plataforma.

Segundo os responsáveis, ainda, os problemas devem ser solucionados em alguns dias e o acesso normal ao serviço estará restabelecido em breve. Pelo menos por enquanto, o cenário continua tranquilo para os administradores de serviços do tipo.

De acordo com os números do TorrentFreak, o pódio dos serviços de torrent no mundo é ocupado, respectivamente, pelo The Pirate Bay, RARBG e 1337x. Na listagem feita pelo site, o iDope apareceu na décima colocação empatado tecnicamente com o Zooqle, apresentando total de usuários e índices de relevância semelhantes.

Fonte: Torrent Freak

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.