Estudo mostra que Game of Thrones ampliou tráfego de pirataria online

Por Rafael Arbulu | 08 de Agosto de 2019 às 23h30
(Imagem: Divulgação/HBO)

Game of Thrones foi amplamente pirateado neste ano de 2019, que marcou a última temporada da série produzida pela HBO. Neste momento, você pode estar pensando algo como “não me diga, espertalhão”. Segundo um estudo da empresa de soluções antipirataria MUSO, porém, isso pode ter trazido um efeito bem mais aprofundado.

Segundo dados do levantamento, o tráfego global de sites de pirataria aumentou consideravelmente, batendo mais de meio bilhão de visitas entre os meses de fevereiro e maio — justamente os que marcaram o pré-início e o pós-final de temporada de Game of Thrones. A marca manteve-se estável ao longo de toda a exibição da série em 2019, o que, adicionando aos números totais, indicou que os canais de download ilegal chegaram a quase 100 bilhões de audiência global, ou quase 30 visitas por usuário.

Dados de tráfego global de sites de pirataria em 2019: levantamento da MUSO aponta Game of Thrones como o grande vetor de audiência dos canais ilegais (Imagem: Divulgação/MUSO)

Embora os gráficos não nomeiem um culpado específico, os dados da MUSO indicam que a alta de acessos relacionou-se ao download de conteúdo em vídeo. Outras categorias, como pirataria de softwares pagos ou download de músicas, na verdade apresentaram queda.

No início de fevereiro, a HBO começou as campanhas de divulgação de Game of Thrones, concentrando a comunicação no fato de que a série acabaria em 2019. Assim, vários usuários podem ter corrido para os sites de download a fim de baixar episódios anteriores e reassistir ao material, ficando a par dos acontecimentos antes da estreia da temporada, que veio em abril e acabou em maio: entre um e outro, a alta não só apareceu, como se manteve praticamente inalterada.

Em percentuais, Game of Thrones foi responsável por 8% do aumento de tráfego em sites pirateiros, o que é muita coisa, especialmente quando se considera que o levantamento da MUSO contabilizou apenas audiência de sites de download. Nesse estudo, não entraram, por exemplo, os chamados stream rippers, que fazem a transmissão do episódio ao vivo, então os números finais podem ser ainda maiores.

“A demanda por pirataria de Game of Thrones é sem precedentes. A demanda pela série foi tão alta que ela, visivelmente, ampliou o tráfego de domínios como ‘thepiratebay.org’”, disse o analista da MUSO, Phil Taylor, ao site TorrentFreak.

Avaliação de audiência por domínio mostra que sites como o Pirate Bay (gráfico) teve alta de acessos ao longo de todo o mês de abril, quando a última temporada da série Game of Thrones estreou na HBO (Imagem: Divulgação/MUSO)

“Nós teremos uma visão mais ampla do tráfego geral e tendências de 2019 conforme o ano progredir, mas o impacto de Game of Thrones na audiência [destes sites] em abril e maio de 2019 é bem clara”, ele adicionou.

Não por menos, o primeiro episódio da temporada, conforme o Canaltech publicou na ocasião, marcou 54 milhões de downloads em abril.

Fonte: TorrentFreak

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.