App de pirataria de filmes encerra atividades e diz que vai expor usuários

Por Felipe Demartini | 19 de Setembro de 2019 às 11h12

Pressões legais e ameaças de processos por parte dos estúdios de cinema e televisão levaram ao encerramento das atividades do CotoMovies, app para iOS que disponibilizava filmes e séries de forma irregular. Nada de novo no front, não fosse o fato de os responsáveis pela aplicação, ao pedirem desculpas pelo encerramento abrupto, também informarem que os dados de seus usuários serão compartilhadas com os responsáveis por direitos autorais.

A informação veio no último final de semana após a TweakBox, uma loja de aplicativos não-oficial que usa jailbreak para funcionar no iOS, ter iniciado uma retirada em massa de softwares de pirataria disponíveis em seu marketplace. De todos, o CotoMovies era um dos mais populares, o que fez com que ele também se tornasse alvo direto dos detentores de direitos autorais devido ao acesso facilitado às produções.

Mais especificamente, a pressão veio da Lionsgate devido à disponibilização rápida e irregular de longas como Hellboy e Invasão ao Serviço Secreto. Uma notificação chegou primeiro à TweakBox e depois ao CotoMovies, que rapidamente anunciou o fim de suas atividades como parte de um acordo para evitar um processo judicial. Uma segunda perna dessa concordância, entretanto, é a entrega de dados de acesso dos usuários da plataforma.

O comunicado oficial não deixa margem para dúvidas: ao anunciar o fechamento do CotoMovies, os responsáveis afirmam que estão transferindo os dados para que os responsáveis pelos direitos autorais possam “proteger suas propriedades intelectuais”. A ideia, agora, é que os mais ativos podem ser processados pelos mesmos estúdios que pressionaram a plataforma e a levaram ao fechamento.

A Lionsgate já abriu processos contra usuários finais antes pela pirataria de seus filmes, e o advogado do estúdio, Kerry Culpepper, acredita que o mesmo deve acontecer agora. Em entrevista ao TorrentFreak, entretanto, ele não indicou quais dados foram repassados à produtora e de que maneira eles podem ser utilizados em ações contra os usuários.

Também como aparente parte do acordo com a Lionsgate, os responsáveis pelo CotoMovies pediram desculpas às produtoras de Hollywood e se comprometeram a não criarem ou promoverem soluções que permitam a quebra de copyright. Eles afirmam ter passado por uma “experiência legal estressante”, mas não existem informações quanto a ações em andamento ou cobrança de multas e compensações pela Lionsgate.

Quanto aos outros aplicativos tirados do ar pelo TweakBox, não há informações semelhantes. Uma lista não foi fornecida pelo serviço, enquanto nenhum deles se pronunciou publicamente sobre o fechamento nem muito menos sobre um possível compartilhamento de informações de seus usuários com a Lionsgate e outros estúdios de cinema.

Fonte: TorrentFreak

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.