YouTube cancela show de PewDiePie e corta seu canal da lista de recomendações

Por Redação | em 14.02.2017 às 19h37 - atualizado em 14.02.2017 às 20h57

Felix Kjellberg

Mais cedo, você leu aqui no Canaltech uma notícia que certamente deve ter tirado o sono de PewDiePie, o youtuber mais famoso e bem pago do mundo: a Disney cancelou o contrato com o vlogger após ele ter feito piadas antissemitas em seu canal no YouTube. Pois bem, o que estava ruim, acaba de piorar: o YouTube resolveu cortar as regalias do sueco. 

De acordo com a revista Variety, após quase um mês da publicação de um vídeo contendo a frase "Morte a todos os Judeus", o serviço que hospeda os vídeos de Felix Kjellberg (nome verdadeiro do jovem) resolveu tomar medidas mais drásticas. O YouTube acaba de cancelar a segunda temporada de sua websérie Scare Pewdiepie.

E não para por aí: o portal de vídeos também vai remover o vlogger da lista de indicações do Google, que é um serviço de propaganda com o selo de recomendação do gigante, ou seja: uma lista de conteúdo livre de piadas de mau gosto, pornografia e discursos de ódio. Depois das piadas, PewDiePie obviamente não se enquadra mais nessa lista. 

Só hoje, Felix amarga duas péssimas repercussões que mancham a reputação do jovem que ficou famoso no mundo inteiro com seu canal sobre humor e games. Com isso, o salário do youtuber vai sofrer as consequências, e ele pode deixar de ser o usuário mais bem pago da plataforma. PewDiePie ainda está no YouTube (mesmo depois de trollar meio mundo há alguns meses, ameaçando tirar seu canal do ar), e ainda pode monetizar seus vídeos como qualquer outra pessoa, mas é claro que, a partir de agora, as coisas ficarão mais difíceis. 

Kjellberg insiste que nunca teve a intenção de apoiar causas nazistas. "Eu estava tentando mostrar o quão louco é o mundo moderno, especificamente alguns dos serviços disponíveis online", escreveu no Tumblr. "Peguei algo que parecia absurdo para mim — pessoas que usam o Fiverr e diriam qualquer coisa por 5 dólares". Seja qual for a intenção do youtuber, usar um vídeo para falar uma frase com apologias nazistas pegou muitíssimo mal. 

PewDiePie recebe mais de US$ 24 milhões por ano em receitas com publicidade em vídeo, patrocínios e aparições públicas. Hoje, ele conta com 53 milhões de seguidores. 

Fonte: Variety

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome