Cortana será integrada a aplicativos universais no Xbox One

Por Redação | em 10.08.2016 às 12h31

Cortana

Recém-chegada aos PCs, pelo menos nos Estados Unidos e Reino Unido, a Cortana também acaba de aterrissar no Xbox One. Apesar de seu nascimento nos consoles (seu nome é inspirado em uma inteligência artificial da série de games Halo), ela chega ao video game sem tantas funções assim, principalmente na comparação com as versões PC e Windows Mobile. Isso, porém, deve mudar no futuro.

De acordo com Zach Johnson, desenvolvedor chefe do programa que lida com a assistente de voz da Microsoft, a ideia é dar à Cortana, no Xbox One, um caráter semelhante ao que já é conhecido nas outras plataformas. Mais especificamente, isso significa uma integração com aplicativos universais, permitindo que ela faça mais do que sistemas desse tipo, normalmente usados para abrir apps ou criar lembretes.

No computador, por exemplo, essa união com os aplicativos universais permite que o usuário chame um veículo do Uber usando a voz ou poste no Twitter sem precisar digitar a mensagem. Pesquisas também podem ser realizadas no Bing, e no Xbox One isso poderia se estender a buscas por conteúdo além dos aplicativos que estão instalados no console, incluindo comandos adicionais que não estão disponíveis, por exemplo, no Kinect, que já permite ligar o console, abrir jogos e realizar outras ações pela voz.

Além disso, uma integração maior entre os aplicativos universais e a Cortana pode abrir espaço para uma união ainda maior entre o Xbox One e sistemas inteligentes de controle doméstico. Neste caso, o video game pode acabar ligado a termostatos, cafeteiras, geladeiras e outros dispositivos, todos sendo controlados por voz e reconhecendo os hábitos do morador, ao mesmo tempo em que colhem dados de usabilidade, rotina e horários a partir da jogatina.

Os aplicativos universais foram introduzidos com o Windows 10. De acordo com a Microsoft, a ideia é garantir que uma única solução funcione da mesma maneira em todas as suas plataformas, desde o Xbox One e celulares até PCs. Isso se aplica também à transferência de dados e colaboração, sendo possível, por exemplo, começar a fazer algo em um aparelho e terminar em outro.

Fonte: Zach Johnson (Twitter)

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome