Novo golpe no Whatsapp promete revelar quem lhe adicionou no app

Por Redação | em 06.01.2017 às 19h55

WhatsApp

2016 foi marcado por uma grande quantidade de ataques digitais maliciosos enviados via Whatsapp e milhões de pessoas afetadas. 2017 mal começou e novas ameaças já se apresentaram. O novo golpe promete mostrar as pessoas que adicionaram o número do usuário no app.

O ataque já afetou cerca de 260 mil pessoas ao redor do mundo nos primeiros dias do ano, segundo a empresa de segurança digital Psafe. Por enquanto, o golpe só atingiu usuários do aplicativo para Android.

O golpe indica a possibilidade de ativar uma nova função do aplicativo para visualizar as pessoas que o adicionaram. Antes de ter acesso à função, porém, o usuário tem que compartilhar o link com a fraude com dez amigos e cinco grupos diferentes.

A partir disso, o usuário é direcionado a uma página que induz a instalação de outros aplicativos, que não necessariamente contêm vírus. A cada novo aplicativo baixado pelo usuário, o hacker ganha dinheiro, diz a empresa de segurança.

Este já é o segundo aviso de ameaças de segurança via Whatsapp apenas na primeira semana do ano. No início da semana foi reportado um vírus que está sendo disseminado no WhatsApp e pode roubar dados pessoais dos usuários, incluindo dados bancários, códigos PIN e credenciais de acesso. A contaminação acontece por meio da abertura de arquivos maliciosos enviados pelo aplicativo de mensagens.

Até agora, dois tipos diferentes do vírus foram identificados, ambos originários da Índia, mas relatórios indicam que eles podem se espalhar por diversas regiões do mundo. Para atrair as vítimas, as mensagens infectadas citam nomes de organizações governamentais indianas, como a NDA (National Defense Academy) ea NIA (National Investigation Agency), visando dar mais credibilidade ao arquivo. Uma vez instalado no dispositivo móvel do usuário, o software consegue acessar informações confidenciais.

Os dois vírus estão escondidos em arquivos do Excel e são nomeados como "NDA-ranked-8th-toughest-College-in-the-world-to-get-into.xls" e "NIA-selection-order-.xls". No entanto, é bom ficar alerta, pois uma versão nacional do golpe pode aparecer a qualquer momento, seguindo as tendências de hackers gringos, uma vez que o Brasil é um dos maiores adeptos do WhatsApp.

Fonte: Folha de São Paulo

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome