Tesla lança "piloto automático" que faz carros estacionarem sozinhos

Por Redação | em 15.10.2015 às 18h36

De olho no mercado de carros autônomos, a Tesla Motors lançou nesta quarta-feira (15) uma atualização de software para seus veículos elétricos. Entre as novidades está um sistema de "piloto automático" que vai permitir ao automóvel desempenhar algumas funções sem ajuda do motorista.

A versão 7 do Autopilot está disponível para os modelos S e X. De acordo com a companhia, o update não faz o carro ser totalmente autônomo, mas garante à máquina se orientar por uma estrada, mudar de pista e ajustar a velocidade em resposta ao trânsito à sua volta — como ativar os freios automaticamente, por exemplo. Além disso, o sistema inteligente pode emitir alertas para evitar possíveis colisões frontais nos acostamentos.

O mecanismo usa uma combinação de câmeras, radares, sensores, captadores de ultrassom e dados de mapeamento para determinar a posição do carro e como deve ser a nagevação. Quando o carro tiver chegado ao destino, poderá escanear o espaço disponível e estacionar sozinho, incluindo a parte da baliza, que muitos dos que sabem dirigir encontram dificuldades em fazer.

Mas não se engane, pois, embora apresente mais facilidade na hora de dirigir graças ao software, os veículos ainda dependem do controle humano. "Estamos sendo especialmente cautelosos nesta etapa, por isso aconselhamos aos motoristas que mantenham suas mãos no volante por via das dúvidas", destacou Elon Musk, CEO e fundador da Tesla.

Musk também afirmou que o sistema pode não funcionar muito bem diante de situações climáticas mais extremas, como a neve. "Essencialmente é como uma pessoa pode descobrir que rota deve pegar. Com o tempo, será melhor que uma pessoa. Nunca fica cansado, nunca bebe nada, nunca está discutindo com outra pessoa dentro do carro. Não tem distrações", disse.

Outra informação revelada pelo diretor executivo da Tesla é que ele e sua equipe esperam que, com esta atualização, o carro não atropele pedrestres. No entanto, se o automóvel se envolver em algum acidente, o motorista ainda será responsabilizado, uma vez que o sistema ainda está em fase beta. "Queremos que o veículo se comporte como um ótimo motorista, nem muito cuidadoso em relação aos outros veículos, nem muito agressivo", comentou.

Apesar de carros autônomos não serem uma grande novidade no mercado, o Autopilot 7 mostra como a Tesla pode revolucionar essa indústria ao lançar um update para veículos que já existem, em vez de fabricar um modelo do zero. Claro que, futuramente, este deve ser um movimento natural do setor automobilístico, mas até lá, donos do Model S e do Model X poderão ter uma prévia de como será embarcar em um carro que dirige sozinho.

"Os carros totalmente sem motorista ainda vão demorar anos apara chegar", publicou a Tesla em seu website oficial. Segundo a companhia, o Autopilot foi aprovado há mais de um ano, mas só agora pode chegar aos consumidores finais. O software, que custa US$ 2.500 para ser baixado no veículo, está disponível nos Estados Unidos e deve ser lançado na Europa e Ásia nas próximas semanas.

No vídeo abaixo, o site Jalopnik mostra o sistema em funcionamento. Assista:

Fontes: BBC, Forbes, Jalopnik

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome