Alta Motors: startup quer se tornar a Tesla das motos elétricas

Por Redação | em 30.05.2016 às 12h39

Redshift Alta Motors

Há cerca de dez anos, a equipe da Alta Motors vinha trabalhando no desenvolvimento de uma motocicleta especial para o mercado norte-americano. Agora, parece que a hora de revelar o produto final chegou. Trata-se da primeira moto elétrica da fabricante, a Redshift. 

O CEO e cofundador da Alta Motors, Mark Fenigstein, declarou que a demanda por motos elétricas disparou após o sucesso e popularidade da Tesla, fabricante de carros alimentados por energia elétrica. Um dos objetivos de Mark é fazer com que sua companhia se torne líder de mercado no nicho de fabricação e venda de motos elétricas para o consumidor final.

Fenigstein declarou: "O crescimento da demanda do público por veículos elétricos, assim como o avanço na tecnologia utilizada nas baterias, ajudaram o mercado das motos elétricas a se tornar uma opção viável para o transporte pessoal." Na imagem abaixo, o CEO da Alta aparece junto à sua criação:

1

Mark acrescenta que ainda deve levar algum tempo até que as motocicletas elétricas se tornem populares no mercado: "Penso que em um período de 10 anos, veremos um aceitação do público semelhante à obtida pelo Model 3."

Sobre a Redshift

O primeiro modelo projetado pela Alta Motors é baseado em alta performance. A moto foi projetada para dar aos motociclistas controle total sobre o veículo. A construção robusta permite que a Redshift se saia bem nas trilhas e manobras de motocross:

2

A Redshift é apenas o primeiro modelo projetado pela Alta Motors, e tem tudo para fazer parte de toda uma linha ainda mais diferenciada de motocicletas no futuro. O foco principal da companhia, agora, está em entregar as motos aos clientes antes de pensar na expansão do portfólio de produtos.

Atualmente, são dois modelos disponíveis na pré-venda: a Redshift MX, que custa US$ 15,000 (cerca de R$ 54.200 sem impostos), e a Redshift SM, voltada para o uso em estradas, que sai por US$ 15,495 (cerca de R$ 56.000 sem impostos).

Atualmente, a autonomia do modelo Redshift SM, voltada para o uso nas estradas, permite percorrer somente cerca de 80 Km. Após essa marca, é preciso parar para realizar uma recarga completa. A tendência para o futuro é aumentar a autonomia de acordo com a evolução da tecnologia empregada nas baterias. A Alta Motors promete começar a venda oficial das motocicletas elétricas já nos próximos meses.

A tecnologia implementada atualmente nas baterias da fabricante permite mais capacidade de carga em unidades menores e mais leves. Fenigstein declarou que o mesmo vale para o motor do veículo: "Nosso motor chega a ter a metade do tamanho de qualquer outro modelo similar capaz de produzir 40 cavalos de potência."

Via: Business Insider

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome