Operadora oferece 1 ano de internet grátis para jogadores de Pokémon GO

Por Redação | em 15.07.2016 às 10h48 - atualizado em 15.07.2016 às 14h55

Pokéstops

Mais uma vez, o sucesso de Pokémon GO vem forçando as empresas a repensarem suas estratégias de mercado. Após a própria Niantic confirmar o interesse de grandes marcas de varejo em transformar suas lojas em pontos de interesse dentro do game, agora é a vez das operadoras de telecomunicações atentarem para a oportunidade que Pikachu e companhia trouxeram. Afinal, com tanta gente jogando o game sem parar, era óbvio que a quantidade de dados consumidos seria enorme. Então, oferecer acesso gratuito ao jogo pode se transformar em um ótimo diferencial.

Foi exatamente o que a T-Mobile anunciou nesta quinta-feira (14). Considerada uma das maiores empresas do ramo nos Estados Unidos, a operadora confirmou que vai oferecer um ano de internet grátis para os treinadores. Assim, os jogadores podem seguir em sua jornada em busca de novos Pokémon sem se preocupar em estourar o seu pacote de dados — algo que se tornou uma reclamação dos jogadores desde que o aplicativo foi lançado na semana passada.

Para a companhia, esse é um movimento bastante ousado e que expande uma promoção que ela já havia oferecido antes. A T-Mobile possui uma ação no país que oferece internet de graça todas as terças-feiras para um determinado serviço. Tanto que Pokémon GO vai ser um dos agraciados no próximo dia 19, juntamente com outros apps. No entanto, parece que a operadora percebeu o potencial existente nessa ideia e decidiu esticar um pouco mais o conceito na tentativa de atrair novos clientes.

Pokémon GoOperadora vai deixar de cobrar pelos dados usados em Pokémon GO durante um ano

Tanto que ela trouxe também outros benefícios e parcerias, como vouchers para que os treinadores façam corridas de graça pelo aplicativo Lyft, rival do Uber, além de cupons de descontos em comidas e bebidas em redes de fast-food Wendy's. De acordo com o presidente da operadora, John Legere, trata-se de um benefício para que os consumidores da marca possam aproveitar Pokémon GO sem se preocupar em estourar o limite de suas franquias.

Na prática, trata-se da mesma estratégia que operadoras brasileiras, como Claro e Vivo, adotaram aqui com redes sociais. Ao deixar de cobrar os dados pelo acesso ao Facebook, Twitter e WhatsApp, elas conseguiram atrair os usuários mais compulsivos dessas plataformas e transformar esse benefício em diferencial. Isso significa que devemos ter algo semelhante acontecendo no Brasil quando Pokémon GO for lançado por aqui? Difícil dizer, mas seria realmente incrível e uma ótima oportunidade de as empresas daqui se aproximarem do público depois de toda a lambança causada pela franquia na banda larga fixa.

Via: MCV UK

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome