Linha Xperia, da Sony, nem sempre teve celulares Android

Por Redação | em 01.03.2016 às 20h15

Sony Xperia X1

Se existe um segmento da tecnologia que se desenvolve de forma extremamente rápida, é o mercado mobile. Basta olhar para como era a indústria há menos de dez anos para perceber o longo caminho que seguimos até aqui, e como praticamente tudo mudou. Em fevereiro de 2008, enquanto os smartphopnes ainda ganhavam força, a Sony anunciava a estreia de sua linha Xperia com o X1. 

Ao contrário do que você pode pensar, o sistema operacional usado era o Windows Mobile 6.1 (a plataforma da Microsoft ainda não se chamava Windows Phone), e não o Android, que só chegou à coleção anos depois. A Sony trabalhava ao lado da Ericsson em uma parceria que foi encerrada alguns anos depois, e os concorrentes também eram bem diferentes dos de hoje. Já tínhamos o iPhone, em sua versão 3G, mas os grandes competidores desse mercado eram mesmo o BlackBerry Bold, o HTC Touch Pro (esse sim, com a plataforma do Google) e a gigantesca lista de dispositivos Symbian da Nokia.

Sony Xperia X1

E, como tudo na época era diferente, o grande destaque do dispositivo era o teclado físico, oculto na parte debaixo do dispositivo. Ele incluía até mesmo uma tecla Enter semelhante à que temos nos computadores, em formato de L, e trazia ao usuário a capacidade de realizar multitarefas, como ouvir música e acessar um site ao mesmo tempo em que digitava um texto.

A tela era de incríveis 3 polegadas, um tamanho considerado enorme para a época, e a resolução de fabulosos 800 x 480 pixels. O dispositivo – que, curiosamente, foi fabricado pela HTC, que na época também terceirizava suas unidades – foi sucesso e motivou um sucessor, no ano seguinte, também com Windows Mobile e uma tela um pouco maior, com 3,2 polegadas, mas sem alteração na densidade de pontos. 

A versão, entretanto, não se saiu tão bem assim quanto o antecessor, pois um ano depois, a guerra entre Android e iOS já começava a esquentar, e a Sony Ericsson acabou se tornando um ponto fora da curva. Em 2010, ela mudava de parceria e abraçava o Google com o Xperia X10, com display de quatro polegadas e sistema operacional Android 1.6. Este também foi o primeiro modelo a ganhar variações, com mudanças no tamanho da tela e nas configurações internas como forma de angariar mais usuários.

O restante é história. Entre altos e baixos, a linha Xperia, agora da “apenas” Sony, continua como uma das séries de smartphones mais antigas do mercado, com quase oito anos de existência e algumas dezenas de modelos lançados. Recentemente, a empresa anunciou três novos aparelhos e, mais uma vez, mandou para longe os rumores de que seus problemas financeiros resultariam em um abandono do mercado mobile.

Fonte: Phone Arena

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome