"Repórter-robô" começa a publicar textos em agência de notícias na China

Por Redação | em 09.11.2015 às 16h07

Inteligência Artificial

Neste final de semana, a agência oficial chinesa Xinhua iniciou a publicação de artigos elaborados através de inteligência artificial, sem a intervenção de um jornalista. O "repórter-robô", conhecido formalmente como Kuaibi Xiaoxi, já passou por testes na redação da agência, elaborando notícias sobre esportes e negócios. Os artigos começaram a ser publicados no sábado (7).

O Kuaibi tem a capacidade de redigir textos em dois idiomas, mandarim e inglês, o que o torna mais completo do que muitos de seus colegas de trabalho neste quesito. Durante o período de testes, principalmente nos primeiros meses, o sistema foi encarregado de elaborar notas de resultados do Campeonato Chinês de futebol. Nelas, o "repórter-robô" alimentava as tabelas com os resultados da rodada.

A Xinhua não é a primeira empresa do meio de comunicação a utilizar o sistema de inteligência artificial na China. A Tencent, em setembro, já havia publicado um artigo redigido apenas por um computador sobre o índice de inflação no país, que citava alguns comentários de especialistas no assunto.

Após o Kuaibi ser incorporado na redação da imprensa chinesa, diversos profissionais da área já demonstraram temor de que um dia seus trabalhos possam ser substituídos por algum robô, segundo informou o jornal South China Morning Post. Muitos condenaram a iniciativa da Xinhua em implementar o sistema, por ser o meio de notícias mais influente do país.

Via G1

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome