O que esperar dos smartwatches em 2017? Confira os lançamentos previstos

Por Redação | em 30.03.2017 às 15h31

Smartwatches

A expectativa é de que 2017 seja um grande ano para os smartwatches. O Android Wear 2.0 finalmente começou a ser disponibilizado, a Maçã lançou novas pulserias para o Apple Watch Series 2 e o Samsung Gear S3 já ganhou atualização. Há indícios, inclusive, de que finalmente poderemos ver um smartwatch da Fitbit.

Seja como for, o fato é que algumas companhias já apresentaram seus planos para o mercado de relógios inteligentes deste ano. Que tal conhecer o que vem por aí?

Blocks (US$ 330)

Um dos relógios inteligentes mais aguardados é o modular Blocks. Após diversos atrasos, finalmente o dispositivo começou a ser entregue.

Ele conta com sistema operacional Android Marshmallow e apresenta tela AMOLED de 1,4 polegadas e 400 x 400 pixels de resolução. Seu processador é o Snapdragon Wear 2100. Além disso, o smartwatch possui 4 GB de memória e 512 MB de RAM, bem como Bluetooth 4.1 LE, Wi-Fi e sensores para rastreamento de atividades.


Casio WSD-F20 (US$ 500)

Previsto para ser lançado oficialmente em abril deste ano, o Casio WSD-F20 promete agradar ainda mais os aventureiros de plantão. O dispositivo conta com mapas que podem ser acessados online e offline e, o melhor de tudo, possui certificação MIL-STD-801G. Isso significa que o relógio pode ser utilizado até mesmo em profundidades de 50 metros.

Huawei Watch 2 (de € 329 a € 399)

Os novos relógios esportivos da Huawei trazem novidades para quem deseja se manter conectado mesmo longe dos smartphones, com modelos que oferecem suporte a 4G. Compatível com Android e iOS, o Huawei Watch 2 possui divesos recursos para quem busca condicionamento físico e hábitos de vida mais saudáveis. A expectativa é de que o relógio inteligente chegue em todo o mundo no mês de abril.

Movado / Hugo Boss / Tommy Hilfiger (US$ 299 a US$ 495)

O Grupo Movado está apostando alto nos lançamentos em 2017. Se tudo ocorrer conforme o previsto, três smartwatches Android Wear 2.0 vêm aí: o Connect, carro-chefe da Movado; Hugo Boss Touch; e o TH24, da Tommy Hilfiger. O primeiro terá suporte para a Google Pay e tem previsão de custar salgados US$ 495 nos Estados Unidos. Já o modelo da Hugo Boss traz design clássico e chega ao mercado internacional por US$ 395. Por fim, o TH24, que não conta com recursos como GPS ou monitoramento de atividades físicas, poderá ser adquirido por nada menos que US$ 299.

Misfit Vapor (preço não especificado)

Ainda sem data exata para o lançamento oficial, o Misfit Vapor pretende agradar diferentes públicos. Com tela OLED de 1,39 polegadas e navegação do Android Wear 2.0, o gadget possui GPS integrado, monitor de frequência cardíaca e resistência a água. A expectativa era de que ele rodasse um sistema operacional próprio, mas a companhia optou pelo Android Wear.

Tag Heuer Connected Modular 45 (US$ 1.650)

Extremamente luxuoso, o Tag Heuer traz nada menos que soluções Intel. Também rodando Android Wear 2.0, o smartwatch contará com display AMOLED de 1,39 polegadas, 4 GB de RAM, GPS, Wi-Fi, suporte a Google Pay e resistência a uma coluna de água de até 50 metros. Outro atrativo é a grande gama de possibilidades de personalização. Quem adquirir o gadget poderá não só trocar a pulseira e a carcaça, mas também as peças eletrônicas por mecânicas.

Fossil Q Venture e Q Explorist (preços não especificados)

Até o momento não há grandes informações sobre os novos modelos Fossil. O que se sabe, por enquanto, é que eles provavelmente contarão com 512 MB de RAM e 4 GB de armazenamento, agora padrão para todos os smartwatches. Além disso, a expectativa é de que, mesmo com design mais clássico, os relógios deverão servir aos amantes de atividades físicas.

Michael Kors Access Sofie & Grayson (preço não especificado)

Os novos lançamentos da Michael Kors são o Access Grayson, destinado aos homens, e o Access Sofie, voltado para as mulheres. Ambos os relógios poderão ser personalizados e haverá um aplicativo exclusivo, batizado como My Social, para otimizar o uso das redes sociais. Os smartwatches terão suporte para Android e iOS.

Guess Connect / Gc Connect (a partir de US$ 300)

Sem data oficial para o lançamento, os dois Connects executarão o Android Wear 2.0. A previsão é de que os smartwatches tenham ampla gama de personalização, com grande variedade de estilos. Também é esperado que o Gc Connect traga um ar mais clássico e elegante. Os preços para o Guess devem começar na casa dos US$ 300. Ainda não se sabe sobre os valores para o Gc.

Diesel On (preço não especificado)

O Diesel On é um dos smartwatches mais esperados pelos especialistas. Isso porque o relógio contará com processador Snapdragon Wear 2100 e com display AMOLED descrito como sendo de alta resolução. Uma série de aplicativos também é esperada para o modelo da Diesel, com possibilidades de filtros, animações e até mesmo um modo "não perturbe".

Swarovski Android Wear (preço não especificado)

Quando a Qualcomm anunciou que estava fechando parceria com a Swarovski, a imprensa especializada já se preparou para o lançamento de um smartwatch. Porém, a companhia afirmou que os wearables ainda não estão prontos para um lançamento. Por conta disso, ainda não se sabe quando o smartwatch Android Wear da Swarovski será apresentado, mas a previsão é de que ouviremos falar nele até o final deste ano.

Fitbit smartwatch (preço não especificado)

Exatamente o que a Fitbit tem preparado para o lançamento de seu smartwatch, ninguém sabe. Porém, a boa notícia é de que tudo indica que teremos novidades ainda em 2017. Além disso, o CEO da Fitbit, James Park, confirmou que a empresa vai lançar uma loja de aplicativos, então é de se esperar que o novo relógio seja mais parecido com o Apple Watch. Possivelmente o dispositivo também contará com recursos de pagamentos, já que a Fitbit comprou a Coin Startup no ano passado.

ZTE Android Wear (preço não especificado)

O CEO da ZTE, Lixin Cheng, confirmou que a companhia está planejando lançar seu smartwatch Android Wear ainda em 2017. Ainda não há muitos detalhes sobre o relógio inteligente, mas o mais provável é que o gadget tenha suporte para conexão LTE e bateria mais potente que outros wearables.

Depois dessa lista, você já pode imaginar que 2017 será um ano bastante cheio no mercado de relógios inteligentes. O que você achou das novidades? Já tem algum favorito? Não deixe de contar para a gente nos comentários!

Fonte: Wareable

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome