Primeiras impressões: Asus Zenfone 3 Zoom

Por Redação | em 24.03.2017 às 17h34 - atualizado em 24.03.2017 às 23h57

Asus Zenfone 3 Zoom

Depois de não surpreender tanto assim o mercado com o Zenfone Zoom do ano passado, a ASUS diminuiu as especificações e alinhou sua segunda geração com os Zenfones 3. Em corpo de metal, com reflexo quase roxo e visual mais sóbrio, o Zenfone 3 Zoom deixa de lado a grande câmera e aposta e lentes duplas.


O Zenfone Zoom brilhou com uma inovadora forma de lidar com zoom ótico em um smartphone. Porém, os problemas ficaram no preço elevado e o ponto crítico herdado do Zenfone 2: processador Intel Atom. Nesta nova geração o Zenfone 3 Zoom deixa de lado a arquitetura x86 e vai de ARM (com processadores Snapdragon), o que automaticamente abre espaço para toda sorte de aplicativos e games que estão disponíveis na Play Store.


A mudança de processador não só soluciona o problema de compatibilidade com alguns apps e jogos (como o Pokémon Go, que não rodava em alguns smartphones com Intel Atom), como também o consumo desenfreado de energia. O Snapdragon 625 que está no Zenfone 3 Zoom é exatamente o mesmo do Zenfone 3, com a mesma velocidade e tecnologias. Já falamos por aqui, no Canaltech, que o Zenfone 3 sabe muito bem como lidar com a energia e o restante de bateria. A previsão é que o Zenfone 3 Zoom faça o mesmo. Espere boa autonomia com este modelo.


Outra grande mudança está no corpo, que substitui o plástico da traseira por metal. De belo visual, com reflexos em cor bordô e cara mais requintada, a mudança reflete bem o novo momento da Asus - que trocou recentemente o acabamento de seus smartphones para ligas em metal. Ficou verdadeiramente mais bonito, mais robusto e mais elegante.


Por fim, a forma como as fotos são tiradas mudou. De um mecanismo nipônico que percorre a lente em parte da área da câmera, no modelo passado, para uma solução mais inteligente e que utiliza duas lentes trabalhando em conjunto. A abertura subiu para 1.7 e isso significa fotos noturnas com mais brilho sem grande trabalho de ISO para compensar a lente escura. Apenas como comparação, esta é a mesma abertura que o Galaxy S7 utiliza, ou que o Moto G5 Plus trabalha. Outro ponto que merece destaque é que a Asus colocou o mesmo sensor Sony do Galaxy S7, dentro de seu modelo.

Foto: Adriano Ponte (Canaltech)

Os primeiros resultados que vimos em mãos foram animadores. O Zenfone 3 Zoom mostrou que conseguiu adotar um conjunto ótico que faz mais sentido. Fotos em ambientes mais escuros ficaram com bastante brilho, mas estranhamente granuladas. As fotos em boas condições de luz ficaram ainda melhores, em um visual que lembra muito concorrentes com hardware ainda mais potente - como o Galaxy S7 e Xperia XZ.


O desempenho apresenta velocidade esperada para um intermediário mais parrudo, algo muito próximo ao próprio Zenfone 3 lançado no ano passado.


Enfim, estamos testando o Zenfone 3 Zoom em todos os seus pontos, elaborando um review bacana e recheado de informações para vocês. Se estiverem com dúvidas sobre o aparelho, é só colocar aqui na parte de comentários, que responderemos no review.

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome