Samsung afirma que 96% dos Galaxy Note 7 foram retornados

Por Redação | em 11.01.2017 às 11h58

Galaxy Note7

Mais de 96% dos Galaxy Note 7 já foram retornados, informou a Samsung em um comunicado divulgado nesta quarta-feira (11).

De acordo com a companhia, a meta foi atingida com o uso de tecnologias digitais para atingir cada um dos dispositivos restantes do mercado, o que aumentou a participação de usuários no processo de recall.

"Juntamente com as operadoras de telefonia celular, tomamos medidas agressivas para limitar a capacidade dos telefones restantes de funcionarem como dispositivos móveis, aumentando ainda mais a participação no recall", afirmou a empresa no comunicado.

Em dezembro, a sul-coreana anunciou que bloquearia as unidades restantes do Galaxy Note 7 através de uma atualização compulsória de software que impediria o smartphone de recarregar sua bateria e também de se conectar à redes celulares, efetivamente "matando" os dispositivos que ainda estavam na mão de usuários.

Também nesta quarta, o Departamento de Transportes dos Estados Unidos anunciou a decisão de remover a obrigação de companhias aéreas do país de darem aos seus passageiros uma notificação de voo sobre a proibição de embarque com o Note 7.

O desastre com os Galaxy Note 7 explosivos rendeu à Samsung uma queda de 30% nos seus lucros no último trimestre e estimativas de mercado apontam que a empresa poderá perder até US$ 17 bilhões enfrentando o problema. Fontes do The Korea Herald indicam que até o final deste mês, a empresa deverá revelar o verdadeiro motivos por trás dos incidentes com o smartphone.

Via: Samsung

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome