Controle de qualidade atrasa entregas do Samsung Galaxy Note 7

Por Redação | em 31.08.2016 às 12h41 - atualizado em 31.08.2016 às 13h05

Galaxy Note 7

Quem estiver a fim de comprar um Samsung Galaxy Note 7 no momento pode enfrentar algumas dificuldades. Em resposta à já flagrante falta de dispositivos nas lojas dos Estados Unidos, Europa e Coreia do Sul, a fabricante anunciou um atraso na reposição de seu mais recente smartphone de topo de linha devido a questões relacionadas ao controle de qualidade.

De acordo com a companhia, testes adicionais foram necessários para que os novos aparelhos pudessem chegar ao mercado com a qualidade que é esperada pelos clientes e padronizada pela companhia. A Samsung, entretanto, não entrou em detalhes sobre o que aconteceu nem faz uma admissão de problemas, deixando as razões exatas para esse adiamento no ar.

Lançado no começo do mês para servir como o grande concorrente do iPhone 7 antes mesmo de qualquer anúncio da Apple, o Galaxy Note 7 foi recebido com boas críticas na imprensa e uma demanda alta, aparentemente, maior do que a esperada pela fabricante. Isso teria levado a uma aceleração no ritmo de produção da Samsung, e agora, ao adiamento devido à necessidade de mais testes de qualidade.

Não se sabe, por exemplo, se essa experimentação adicional está relacionada a problemas com a bateria do smartphone, que, de acordo com relatos de alguns usuários, teria explodido ou entrado em combustão durante o carregamento. Em outros casos, o componente estaria apresentando uma autonomia menor que a divulgada pela Samsung, o que levaria a uma maior quantidade de carregamentos e, consequentemente, o estresse que resultaria em falhas do tipo.

Além de um atraso na reposição em si, o problema também deve jogar para a frente o lançamento do Galaxy Note 7 em outros territórios. A Samsung afirma estar fazendo o possível para que a produção dos equipamentos seja acelerada, mas deixa claro que isso não pode entrar no caminho da qualidade que é esperada quando se fala na marca.

A notícia pegou mal junto a especialistas e analistas de mercado, que temem um fracasso semelhante ao que aconteceu no ano passado, quando problemas com os displays curvos do Galaxy S6 Edge levaram a vendas abaixo do esperado para o dispositivo premium, principalmente no mercado internacional. Como a Samsung não entrou em detalhes sobre o que, exatamente, está acontecendo, resta apenas esperar pela normalização da situação.

Fonte: Reuters

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome