Cientista prevê que em breve humanos e robôs poderão namorar

Por Redação | em 17.02.2016 às 08h40

Realbotix

Os robôs estão ganhando cada vez mais espaço a medida que a inteligência artificial vai se desenvolvendo. Para muitos, este cenário é perigoso e poderá levar a humanidade a extinção. Já para outros, humanos e máquinas poderão viver em harmonia, em um ambiente de amor. Tanto é que o cientista da computação da Universidade de Ulster, no Reino Unido, Kevin Curran, prevê que, à medida que os robôs se tornarem mais parecidos com os humanos, as pessoas tendem a ficar mais amigas das máquinas e adotarão relacionamentos mais sérios.

Temos visto que diversos pesquisadores estão tentando desenvolver robôs que se comportam mais como seres humanos, como o Bina 48, uma máquina que tem adotado a personalidade de um humano real. Com o avanço dessa tendência, a previsão do cientista, que também é membro sênior do Instituto de Eletrônica e Engenheiros Elétricos, pode se tornar verdadeira.

Isso é cada vez mais possível com o aprimoramento de técnicas utilizadas para proporcionar aos robôs inteligência emocional. Assim, eles poderão lidar com as situações existentes ao seu redor de maneira mais natural e humana, inclusive falando com as pessoas.

O cientista ainda acredita que os primeiros robôs com sentidos emocionais chegarão em massa no mercado, primeiramente, para serem companheiros de pessoas idosas e crianças. Após isso, Curran acredita que não demorará muito para que os robôs sejam utilizados para fins sexuais.

Via History

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome