Com aquisição, empresa quer encarar iTunes na distribuição de podcasts

Por Redação | em 07.06.2016 às 13h00

Stitcher

O nicho dos podcasts não é necessariamente o maior do mundo em termos de totais financeiros, apesar de ter bastante relevância, principalmente, entre o meio nerd brasileiro. Nada disso, entretanto, impede movimentações milionárias deste mercado, como a venda do Stitcher, anunciada nesta segunda-feira (6), que passa a fazer parte do conglomerado de mídia E. W. Scripps.

A compra foi realizada no valor de US$ 4,5 milhões e tem como objetivo solidificar ainda mais a posição do Stitcher como segundo colocado no mercado de podcasts, além de torná-lo mais relevante no combate ao líder absoluto, o iTunes. E, neste caminho, a plataforma já conta com uma vantagem, sendo a mais utilizada em sistemas automotivos.

De acordo com os números da própria companhia, o Stitcher está hoje instalado em mais de 50 modelos das mais diferentes marcas, com muitos mais ainda por vir. Isso teria, inclusive, aumentado o total de ouvintes e também o tempo que eles passam escutando podcasts, apesar de esta fatia ainda ser bastante pequena, de apenas 2%, contra 56,1% das rádios AM e FM, na junção de notícias e música.

Ainda segundo os números da própria companhia, o Stitcher é a segunda marca mais presente nos carros conectados dos Estados Unidos e também um dos aplicativos mais acessados pelos usuários dos sistemas de entretenimento. Entre os podcasts mais famosos que pertencem à plataforma, estão o “Freakonomics Radio”, o “TED Radio Hour” e o “The Bill Simmons Podcast”, além de programas criados por jornalistas de veículos como TIME, Reuters, MSNBC e USA Today.

Além disso, para a E. W. Scripps, os podcasts são o nicho de conteúdo digital que mais dá retorno aos anunciantes, principalmente quando a publicidade é bem selecionada. Esse teria sido um dos motivos que levou o conglomerado a adquirir o Stitcher, que passa a fazer parte de sua plataforma Midroll Media, voltada, justamente, para unir clientes interessados em fazer propaganda a produtores de conteúdo interessantes aos objetivos que cada um deles deseja alcançar.

Os 12 funcionários da plataforma se unirão àqueles que trabalham na plataforma de publicidade, bem como seu diretor de produtos e outros executivos, que passam a integrar o time gerencial da Midroll Media. A fusão, entretanto, não significa o fim da marca Stitcher, que permanece ativa e funcionando sem alterações, tendo apenas mais podcasts integrados às suas listas de reprodução.

Fonte: Mashable

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome