PlayStation 5 pode jamais existir, sugere presidente da Sony

Por Redação | em 22.04.2016 às 06h50 - atualizado em 22.04.2016 às 08h22

PSN

Faz poucos anos que estamos na atual geração de consoles, mas o futuro pode trazer mudanças significativas nos videogames de mesa como os conhecemos. É isso o que sugere uma declaração de Lome Lanning, criador de OddWorld, que pode ter entregado uma informação decisiva sobre as próximas plataformas, como o PlayStation.

Durante uma entrevista no Game Informer Show, o desenvolvedor revelou ter participado de uma conversa interna com alguns executivos da Sony, entre eles Shuhei Yoshida, presidente da Sony Worldwide Studios. Lanning então questionou o chefe da PlayStation sobre um possível sucessor para o PS4, e a resposta pode surpreender os jogadores.

"Eu perguntei: 'Bem, como seria a aparência do PlayStation 5?'. E ele disse, 'Você quer dizer, se ele irá existir'. Eu falei: 'Você pretende dizer isso em público?', e ele respondeu, 'Sim, é um se'", explicou Lanning.

Isso abre possibilidades para vários significados. Há quem diga que a marca PlayStation poderia chegar ao fim, pois assim não seria possível o lançamento de um PS5. Contudo, é pouco provável que isso aconteça, visto que a divisão PlayStation se tornou a mais lucrativa da Sony, que já vendeu mais de 36 milhões de unidades do PS4 desde novembro de 2013, quando o aparelho chegou ao mercado.

O que deve acontecer - e aqui lembramos que estamos lidando com especulações - é uma evolução natural da plataforma da japonesa que, ao que tudo indica, ganhará um upgrade neste ano com o tão comentado PlayStation 4.5, também chamado de PS4K e PlayStation Neo. Ele chegaria às lojas em outubro deste ano e teria um hardware duas vezes mais poderoso que o modelo atual do console e suporte para resolução Ultra HD. Um rumor também aponta que o aparelho receberia God of War 4, que deve ter a mitologia nórdica como tema principal.

Lanning também perguntou a Yoshida sobre esses rumores. "É uma coisa muito interessante. Ele [Yoshida] não me deu uma resposta exata, mas deu uma dica: 'Precisamos de ser mais ágeis, nenhum de nós sabe como será o futuro, e como é que nos adaptamos a ele de forma rápida?'", disse o desenvolvedor. "Para mim, esta é a forma dele pensar sobre o assunto, e acho que é a forma correta".

A ideia principal da Sony seria reduzir a vida útil das gerações, que dura de sete a dez anos, para adaptá-las a hardwares mais atuais, semelhante ao mercado de PCs. Basta pegar o PS4 como exemplo: quando foi lançado, ele se equiparava aos computadores mais avançados daquela época, mas hoje já existem máquinas mais potentes.

Contudo, o que não está claro é se a fabricante asiática lançaria um novo aparelho em menos tempo ou se lançaria um sistema de upgrades sem a necessidade de trocar o dispositivo por inteiro. Neste caso, a companhia também poderia se inspirar no mercado de PCs, em que o usuário tem mais flexibilidade na hora de trocar peças e outros componentes sem ter de comprar uma nova matriz. A Microsoft nega, mas a empresa também já estaria testando protótipos aprimorados do Xbox One.

Faltam menos de dois meses para a E3 2016, maior evento de games do mundo, e é lá que devemos ter todas as respostas oficiais para esses rumores. Vamos aguardar.

Fonte: Game Informer via BGR, PSU

Assine nosso canal e saiba mais sobre tecnologia!
Leia a Seguir

Comentários

Newsletter Canaltech

Receba nossas notícias por e-mail e fique
por dentro do mundo da tecnologia!

Baixe já nosso app Fechar

Novidade

Extensão Canaltech

Agora você pode ficar por dentro de todas as notícias, vídeos e podcasts produzidos pelo Canaltech.

Receba notificações e pesquise em nosso site diretamente de sua barra de ferramentas.

Adicionar ao Chrome